João Campos anuncia auxílio emergencial para o São João

O prefeito João Campos anunciou na manhã desta quinta-feira (17) o Auxílio Municipal Emergencial (AME) São João. Ao todo, serão distribuídos cerca de R$ 2,7 milhões, que deverão contemplar mais de 500 beneficiários, entre agremiações e atrações artísticas. A grande novidade, em relação ao auxílio carnavalesco, é a inclusão da categoria de técnicos entre os possíveis beneficiários. Com o anúncio do prefeito, o projeto será encaminhado para apreciação na Câmara de Vereadores. 

O projeto estabelece o valor mínimo de R$ 1,5 mil e máximo de R$ 10 mil para cada benefício pago. O repasse para os técnicos, assim como para os músicos e demais integrantes da atração ou agremiação, deverá ser feito pelos próprios beneficiários. Cada proponente que declarar, no ato da inscrição, a existência de equipe técnica de apoio, receberá um acréscimo de 20% sobre o valor do auxílio.

“O Auxílio Municipal Emergencial do São João do Recife vai garantir R$ 2,7 milhões para a cultura da nossa cidade. Então, todas as bandas, agremiações, artistas que foram cadastrados e participaram do São João da cidade em 2018, 2019, 2020 poderão fazer uso do Auxílio Municipal Emergencial. Lembrando que o auxílio vai de R$ 1,5 mil a R$ 10 mil reais e a gente garante 50% do cachê que foi pago em um desses anos”, detalhou João Campos. 

“E tem uma novidade, a gente traz 20% de adicional para aquelas bandas que cadastrarem suas equipes técnicas. Sabendo que quem trabalha também na área de som, iluminação ou ajudando na infraestrutura da banda, também precisa de solidariedade nesse momento. Vamos juntos porque o Auxílio Municipal Emergencial do São João está lançado e agora a Câmara Municipal  poderá apreciar, para fazer sua aprovação e a gente garantir o pagamento a todo mundo que participou do São João do Recife”, acrescentou o prefeito. 

Também presente no anúncio do AME São João, a vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão, comemorou o apoio dado ao segmento. “Em decorrência da pandemia, a gente não vai poder mais uma vez ter o nosso São João presencial, mas isso não tira o brilho e a alegria da festa. E esses artistas todos, que seguram a nossa cultura, vão estar preservados graças ao auxílio da Prefeitura”, declarou a vice-prefeita, Isabella de Roldão.

O AME junino, de acordo com o Projeto de Lei enviado à Câmara, deverá ser pago em parcela única, equivalendo a 50% do valor máximo de cachê ou subvenção para cantores e cantoras, grupos culturais, agremiações e quadrilhas que atuaram na programação oficial do Ciclo Junino do Recife, em uma ou mais edições, nos anos de 2018, 2019 e 2020. Serão levados em consideração os registros dos três anos anteriores, já que o ciclo do ano passado não foi pleno, o que poderia excluir muitos artistas do cadastro.

No Recife, o auxílio AME São João do Recife é direcionado à cadeia criativa e produtiva da cultura, que, em toda sua diversidade e pluralidade, foi uma das mais impactadas pelas medidas restritivas, indispensáveis, impostas pela pandemia da covid-19. A exemplo do que aconteceu no ciclo carnavalesco, é também fruto do diálogo com a sociedade, em particular com a classe artística, cujas discussões, iniciadas já no início da gestão, têm gerado resultados positivos e promissores para minimizar os efeitos do prolongamento da pandemia. 

Veja também

Ítalo Ferreira, o campeão olímpico que começou surfando com uma tampa de isopor
Jogos Olímpicos

Ítalo Ferreira, o campeão olímpico que começou surfando com uma tampa de isopor

História de Marielle Franco é retratada em HQ
Homenagem

História de Marielle Franco é retratada em HQ