João Campos diz que vai priorizar pedestres, ciclistas e usuários de transporte coletivo

Rodolfo Loepert

No Dia Mundial Sem Carro, o candidato da Frente Popular a prefeito do Recife, deputado federal João Campos (PSB), defendeu a priorização da mobilidade humana na capital. “Tenho conversado muito sobre o Recife que a gente quer. E, certamente, ele precisa ser mais inclusivo e sustentável. Para isso, deve ser uma cidade que valorize a mobilidade humana. Hoje, 70% da nossa população se desloca a pé, de bicicleta ou usa o transporte público. A gente precisa colocar, ainda mais, essa maioria absoluta no centro do debate”, afirmou, dizendo que é dessa forma que se garantirá mais “qualidade de vida ao recifense”.

O parlamentar considera a questão da mobilidade urbana um desafio do mundo, mas sugere que se avance no tema e propôs a criação de uma área exclusiva na estrutura organizacional da Prefeitura do Recife só para pedestres, ciclistas e usuários de transporte coletivo. Segundo ele, a ação não cria novos custos para a gestão, já que usaria os próprios recursos disponíveis na atualidade.

João também destaca o trabalho das gestões do PSB e diz atuar pela continuidade deles, a exemplo do aumento das ciclovias (expansão superior a 420% na malha desde 2013) e da faixa azul (desde 2013, quando o projeto foi iniciado, a cidade já conta com cerca de 58 km de faixas exclusivas). O candidato entende que as realizações são acertadas, tendo em vista o fato de que apenas 15% dos recifenses usam carro para ir ao trabalho e que, historicamente, já existem órgãos e políticas próprias para gerenciar a mobilidade urbana para esses veículos.