João Campos é vítima de fake news na internet

Arthur de Souza

Pouco tempo após o fim das convenções partidárias para homologar as candidaturas para a eleição municipal deste ano circulou nas redes sociais um vídeo com imagens atribuídas ao evento do candidato a prefeito do Recife, deputado federal João Campos (PSB), fazendo aglomeração. No entanto, a assessoria de imprensa socialista rechaçou o conteúdo do vídeo e indicou que, como “é de conhecimento público, o evento que aprovou a postulação do socialista foi realizado pela internet, com transmissão pelo canal do YouTube do Partido Socialista Brasileiro”.

Também no mesmo dia, um material desmentindo a notícia falsa (fake new) começou a circular no whatsApp e em outras redes sociais registrando a ocorrência virtual da convenção partidária do PSB em conjunto com a Frente Popular, sem a presença de público e aliados. De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal Regional de Pernambuco (TRE-PE),  o Tribunal não se pronuncia sobre casos de nenhum dos candidatos, mas para atuar no combate à disseminação de notícias falsas no Estado, 122 juízes eleitorais estão à frente das eleições em todos os municípios e, como eleição é para prefeito e vereador, o juiz é a principal autoridade do município e todos eles são orientados a combater a desinformação. Entretanto, o Tribunal só é acionado em quando há recurso. 

 O desembargador Frederico Neves, presidente do TRE-PE, disse em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, na última quarta-feira, que “a liberdade de expressão é um direito previsto na Constituição da República absolutamente essencial no regime democrático e ninguém põe em dúvida isso”, mas esse direito “não é absoluto e as pessoas precisam ter muito cuidado no momento de defenderem as suas ideias”. No entanto, Frederico ressaltou que a Justiça Eleitoral não é capaz de resolver o problema das fake news sozinha. 

“A Justiça Eleitoral não tem como resolver isso isoladamente. Peço a compreensão da sociedade pernambucana para que as pessoas evitem a transmissão de informações sem a segurança de que aquelas informações são verdadeiras. Se tiver alguma dúvida, se não tiver a comprovação da veracidade, não transmita aquelas ideias”, afirmou. 

Na esfera nacional, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e todos os tribunais regionais eleitorais têm convênios com as redes sociais - WhatsApp, Twitter, Instagram e Facebook - para combater as notícias falsas. No site do TSE, inclusive, tem um programa de enfrentamento à desinformação.

Agenda

Durante visita ao bairro do Passarinho, na Zona Norte do Recife, na última sexta, João visitou lanchonetes, quitandas, barbearias, oficinas e demais comércios, reforçando a importância econômica dessas estruturas. Ele realizou a caminhada ao lado do vereador Júnior Bocão e seguiu para o Córrego da Telha, no mesmo bairro, com o vereador Hélio da Guabiraba.

Ao visitar comércios da localidade, o socialista destacou a importância de criar mecanismo de fortalecimento para empreendedores locais, sobretudo para as mulheres. “A gente tem que valorizar o empreendedorismo, a capacidade das pessoas de se reinventarem, de montar seu negócio e colocar o poder público como parceiro. Temos que criar alternativas para incentivar a economia local para geração de emprego e renda, para empreendedorismo voltado às mulheres”,  frisou o socialista.