João Campos institui o Conselho Estratégico de Desenvolvimento Econômico e Social do Recife

Prefeito assina decreto criando o Cedes/Recife - Rodolfo Loepert/PCR

O prefeito do Recife, João Campos, criou, por meio de decreto publicado neste sábado (27) no Diário Oficial do Município, o Conselho Estratégico de Desenvolvimento Econômico e Social do Recife (Cedes/Recife). 

A iniciativa, segundo a prefeitura, visa a criar uma instância permanente e representativa de escuta da sociedade para a "formulação conjunta de políticas públicas para a promoção do desenvolvimento econômico, garantia da proteção social e combate à desigualdade na capital pernambucana". 

Com caráter consultivo, o Cedes Recife é inspirado no Conselho homônimo criado pelo ex-governador de Pernambuco e pai de João Campos, Eduardo Campos, em 2007, também no dia 27 de março.

“Hoje, há exatos 14 anos, no dia 27 de março de 2007, o ex-governador Eduardo Campos criou o Cedes, Conselho Estadual para o Desenvolvimento Econômico e Social. E a gente nessa mesma data tem a oportunidade de criar o Cedes do Recife, Conselho Estratégico do Desenvolvimento Econômico e Social”, anunciou o prefeito. 

“Eu prometi desde o início que jamais governaria ou tomaria as decisões de maneira isolada. Tem que saber ouvir, dialogar e construir conjuntamente. Esse é um passo inicial para o aprimoramento, aperfeiçoamento dos mecanismos de participação social no nosso governo”, completou o prefeito.

O conselho será presidido pelo prefeito João Campos e também possuirão assento fixo no conselho a vice-prefeita, Isabella de Roldão, e secretários de pastas relacionadas ao Desenvolvimento Econômico e Social. Serão convidadas também personalidades da sociedade civil, representantes de órgãos e entidades públicas e privadas para as reuniões do conselho. 

Os representantes da sociedade podem ter assento permanente ou eventual. O critério para entrada no conselho, de acordo com a prefeitura, "tem por base a representatividade social do membro, assim como sua capacidade de traduzir as opiniões da sociedade e formular soluções em conjunto com os demais membros e o poder público".

Segundo a prefeitura, fará parte da roina de trabalho do Cedes a proposição de iniciativas que gerem emprego e renda, preservando a justiça social e o meio ambiente, a partir da construção de alianças no âmbito público e privado nas esferas federal, estadual e municipal.

“A gente vai poder reunir pessoas que representam instituições de toda a sociedade. Que vão ter legitimidade para poder discutir, dar opinião e ajudar a prefeitura a decidir e fazer o que for de melhor para o futuro do Recife”, disse João Campos.

Composição
O Cedes/Recife terá na sua formatação, além da Presidência, uma Secretaria Executiva, que terá como uma de suas atribuições a assistência e assessoramento de caráter técnico e administrativo ao Conselho; uma Plenária, que assumirá a deliberação sobre as diretrizes e programas de ação do Conselho, a elaboração de estudos e propostas de políticas públicas ligadas ao desenvolvimento econômico e social da cidade, entre outros; e Câmaras Técnicas, que serão formadas de acordo com as necessidades apontadas pelo Conselho e com funcionamento temporário, terão o trabalho de formular estudos e propostas sobre temas específicos encaminhados pela Presidência ou pela Secretaria Executiva.

Veja também

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana
Política

Kirchner e Lula defendem renovação da política e reconstrução da unidade latino-americana

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral

Fachin proíbe PF de qualquer ato de investigação a partir da delação de Sérgio Cabral