João Campos promete destinar 50% dos cargos de liderança na Prefeitura para mulheres

Rodolfo Loepert

A coligação liderada pelo candidato a prefeito João Campos (PSB) e a vice-prefeita Isabella de Roldão (PDT) promoveu a “Discussão de políticas públicas para as mulheres”, fórum que reuniu mulheres de diversos segmentos, como cultura, política, negras, trans, jovens, lésbicas, deficientes, pessoa idosa, entre outras. O objetivo foi ouvir as demandas e receber uma pauta de reivindicações para elas. Na ocasião, João anunciou a proposta de que vai garantir a ocupação de pelo menos 50% dos cargos de liderança da Prefeitura por mulheres.

O candidato da Frente Popular recebeu das mãos de representantes mulheres de todos os partidos que fazem parte da coligação uma carta de intenções, cujo o objetivo é direcionar as políticas públicas do próximo gestor municipal. De pronto, João incorporou na íntegra o documento. “Vou acatar do início ao fim esta carta. A luta de cada uma de vocês é a minha também. E isso não é uma decisão minha como político. É uma decisão minha de vida. Todas as ações na Prefeitura precisam ser pensadas nas mulheres, em cada setor, em cada secretaria”, destacou. “O sonho de cada mulher recifense precisa ser o sonho da cidade”, continuou.

O evento contou com a vice-governadora Luciana Santos, com a primeira-dama do Recife Cristina Mello, a deputada federal por São Paulo Tabata Amaral, com as cantoras Fafá de Belém e Sara Flor, com a secretária nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires, com a estudante Layla Silva, além de candidatas à vereadora, lideranças, ativistas e várias mulheres engajadas na luta contra a desigualdade.

João Campos lembrou ainda que quando se discute desigualdade em uma sociedade, muitas vezes, só é mencionada a desigualdade financeira, mas que a desigualdade de gênero existe e precisa ser mudada. “Tudo que a gente for fazer na Prefeitura, a gente precisa se perguntar: isso reduz a desigualdade. Se sim, a gente tem que fazer. E começaremos nas nossas propostas, como, por exemplo, no A Casa É Sua, onde o documento da casa será dada em nome da mulher. Outra proposta nossa, quem ninguém ainda falou nisso, é ocupar pelo menos metade dos cargos de lideranças por mulheres”, acrescentou. 

Já a candidata a vice, Isabella de Roldão, saudou às mulheres falando do processo de empoderamento que precisa ser feito exercitado diariamente. “O que estamos fazendo hoje nada mais é que uma grande troca, importante para a gente compreender que no universo político a conquista precisa ser diária. E para mulher é mais difícil. Quase nunca chega. Estamos aqui em um processo para receber essas propostas, que foram construídas ao longo doe muita caminhada e muito tempo”, lembrou.

Isabella ressaltou ainda as características de João Campos para este processo. “João assume pautas importantes para as mulheres e faz isso porque sabe escutar. Ele abre este espaço e sabe que uma cidade segura para as mulheres, é uma cidade segura para todo mundo. Queremos que as meninas e os meninos tenham as mesmas oportunidades em todas as áreas e vamos trabalhar juntos para fazer isso”, destacou.

Também em sua fala, a cantora Fafá de Belém fez questão de relembrar sua história com o Recife e com a Frente Popular. Amiga de Miguel Arraes e Eduardo Campos, Fafá exaltou as qualidade de João para o cargo de prefeito. “Não faço campanha há muito tempo. Me recolhi há muito tempo, mas hoje faço questão de participar. João Campos é o verdadeiro herdeiro de Arraes e de Eduardo. A genética é forte nele. Convoco cada uma e cada um aqui a defender o nome de Miguel Arraes e de Eduardo Campos, que representaram muito bem este país chamado Pernambuco”, cravou Fafá. “E nós também teremos uma grande vice prefeita aqui na cidade. Vocês precisam lembrar de todo este legado no dia 15 de novembro e votar 40”, acrescentou, finalizando com parto do Hino de Pernambuco.

A deputada Tabata Amaral também convocou a militância para lutar a favor das causas das mulheres. “A transformação que a gente busca na política, ela tem que ocorrer na vida. E a educação precisa ser prioridade na política. Muitas mulheres tiveram que lutar para eu chegar onde cheguei e precisamos valorizar isso. Estamos falando de lutas importantes. Essa reunião de hoje mostra a força das mulheres quando se juntam na luta. E posso garantir que João está ao nosso lado nesta luta. Esse é um projeto e uma causa que eu acredito”, disse.

Veja também

Ônibus de acidente com 41 mortes não tinha registro e estava ilegal desde 2019
acidente

Ônibus de acidente com 41 mortes não tinha registro e estava ilegal desde 2019

Jonatan Gómez destaca importância de pontuar fora de casa: 'ganhar confiança'
Sport

Jonatan Gómez destaca importância de pontuar fora de casa: 'ganhar confiança'