Luciana Santos defende uma alternativa a Lula no campo progressista

A vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, que também preside nacionalmente o PCdoB, afirmou ontem que o ex-presidente Lula (PT) não tem se imposto diretamente como o candidato da frente progressista para as eleições de 2022. Segundo avalia Luciana Santos, no cenário das eleições presidenciais, "se a gente pudesse fugir dessa polarização seria o melhor caminho para o Brasil". Neste caso, a comunista não considera interessante um eventual embate de Lula com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). As declarações da comunista foram feitas durante entrevista ao programa Manhã da Clube, da Rádio Clube AM.  No entanto, ela reconhece que o campo não dispõe ainda de um outro nome com peso eleitoral. 

"Nós não temos uma liderança popular com força eleitoral ainda suficiente para uma construção dessa natureza", disse Santos, que chegou a citar as tratativas entre o PT e o ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) em 2018, afirmando que esse convite feito à época foi o mais perto que se chegou dessa construção alternativa.

A presidente nacional do PCdoB também avalia que a construção do palanque eleitoral pernambucano passará pela definição do xadrez eleitoral nacional. E, segundo declara, no Estado, os partidos do campo progressista como PT, PSB e PDT ainda podem estar no mesmo palanque majoritário. 

"Eu penso que o Partido dos Trabalhadores, o PSB, o PDT, e até outros partidos que historicamente se compõem conosco são aqueles, exatamente, que têm mais afinidades e às vezes por uma circunstância pontual de lideranças políticas importantes, acaba que se separam num determinado momento. Mas o nosso papel sempre foi ajudar a coesionar", defendeu. 

O presidente do PDT em Pernambuco, deputado federal Wolney Queiroz, afirmou que até o momento não está sendo debatido eleição com nenhum porta-voz do PSB. 

No horizonte para as próximas eleições, a única dica dada por Wolney é o investimento do partido nas eleições legislativas. O presidente do PSB de Pernambuco e secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes, em entrevista à Rádio Jornal de Petrolina comentou sobre a manutenção do diálogo com o ex-presidente Lula. “Ele está percorrendo e conversando com muitas pessoas. Não está fechando nenhuma aliança. O que está se buscando agora é entendimento a favor do Brasil”, ressaltou. 

Nesta semana, em Brasília,  Lula conversou com alguns pernambucanos sobre a vinda para Recife. Segundo petistas, na esteira das negociações está  uma conversa com o governador Paulo Câmara (PSB). O deputado federal Carlos Veras afirmou que na reunião com o ex-presidente Lula, o líder petista defendeu a "candidatura não só dele, mas a candidatura desse campo democrático".

Veja também

Pernambuco recebe novo lote com vacinas da Pfizer nesta quinta-feira (24)
Vacinas

Pernambuco recebe novo lote com vacinas da Pfizer nesta quinta-feira (24)

Empresário disse a embaixador que emenda de líder do governo destravaria Covaxin, mostra documento n
CPI DA COVID

Empresário disse a embaixador que emenda de líder do governo destravaria Covaxin, mostra documento n