Manifesto defende pré-candidatura de João Arnaldo a governador

Lideranças assinam manifesto justificando a escolha por João Arnaldo

Sergio Maranhão

Com o prazo da decisão pela federação entre o PT, PCdoB, PV, PCB e PSOL se aproximando e nenhuma decisão sendo tomada, o Psol decidiu lançar um manifesto, com assinatura de membros do partido, defendendo o nome de João Arnaldo como pré-candidato ao Governo do Estado. O texto tem a assinatura de lideranças como o pré-candidato ao Governo de São Paulo, Guilherme Boulos, o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, e a vereadora Dani Portela.

Caso a união em uma federação de quatro anos seja aprovada, o partido terá que reavaliar a decisão diante da necessidade de ser um único candidato para toda a federação. Nas eleições de 2020, João Arnaldo participou como vice,  da chapa da candidata a prefeitura do Recife, Marília Arraes (PT). 

Confira o manifesto na íntegra:
Dialogar e ampliar o campo da esquerda em defesa de uma alternativa popular e democrática para Pernambuco

O PSOL tem a responsabilidade histórica de promover o diálogo com todos os setores da esquerda que estejam dispostos a construir um projeto popular e democrático para governar Pernambuco, capaz de mobilizar a população, os diversos setores organizados e os grupos excluídos a se somarem nessa construção que tem a responsabilidade de derrotar o bolsonarismo, os velhos partidos de direita e a nova direita incorporada nas agendas neoliberais do governo do PSB em Pernambuco.

Para isso, precisamos ter a capacidade de dialogar com os demais partidos de esquerda e ampliar a inserção do PSOL entre os setores mais amplos da sociedade civil organizada, construindo uma frente de esquerda com a coragem de enfrentar na raiz os problemas que reproduzem as desigualdades e as injustiças sociais em nosso Estado. 

Para fortalecer essa construção com os diversos segmentos da sociedade, dos movimentos sociais, organizações sindicais e populares, que compartilham o sentimento de mudanças que Pernambuco precisa, apresentamos o nome do companheiro João Arnaldo como pré-candidato ao governo do Estado.

João tem uma histórico de luta desde muito jovem, quando saiu do Sertão do Estado para morar na Casa do Estudante de Pernambuco, onde foi eleito aos 19 anos seu presidente mais jovem. Logo depois iniciou sua atuação profissional como advogado militante das lutas campesinas pela Comissão Pastoral da Terra e pelo MST – Movimento dos Sem Terra, de movimentos de luta pela moradia e de defesa dos direitos humanos e coordenou a Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares no Estado. 

João Arnaldo é mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela UFPE e acumula uma exitosa experiência como Superintendente do IBAMA em Pernambuco e como Diretor nacional do ICMBio, trazendo também para o centro do debate a necessidade de criarmos um outro modelo de desenvolvimento, que seja ambientalmente sustentável, socialmente justo e garanta a efetividade dos direitos fundamentais do nosso povo.

A sua trajetória de luta social, se somou com a recente candidatura a vice-prefeito do Recife na chapa com Marília Arraes, fruto da aliança entre PT e Psol, que levou a candidatura de esquerda ao segundo turno nas eleições de 2020. O expressivo resultado eleitoral credencia João Arnaldo para a grande tarefa de 2022: dialogar e ampliar o campo da esquerda em defesa de uma alternativa popular e democrática para mudar a realidade de Pernambuco.

Para que isso seja possível, precisamos falar para os diversos segmentos da população, muito além dos nossos atuais setores de influência. Neste momento da história, falar para nós mesmos é o mesmo que se negar a somar forças, ou nos furtar da luta e renunciar o papel fundamental que se espera do PSOL em Pernambuco e no Brasil.

Por estas razões, entendemos que João Arnaldo é quem reúne as melhores condições para exercer a tarefa de representar o nosso partido na condição de pré-candidato à governador de Pernambuco em 2022.

 

 

 

 

Veja também

Ave Sangria celebra Paulo Rafael em show no Teatro do Parque
Música

Ave Sangria celebra Paulo Rafael em show no Teatro do Parque

Brasil registra 16.194 novos casos de Covid-19 e 35 mortes em 24 horas
Pandemia

Brasil registra 16.194 novos casos de Covid-19 e 35 mortes em 24 horas