Marília Arraes diz que maioria dos recifenses quer mudança: "O recado das urnas foi claro"

Durante sabatina na Rádio Folha FM 96,7, nesta sexta-feira (20), a candidata à Prefeitura do Recife, Marília Arraes (PT), se colocou como o nome para mudança na gestão do Recife. Segundo ela, a maioria da população mostrou nas urnas que não quer a continuidade da gestão atual e que ela representa um projeto diferente para a cidade. "O recado dado nas urnas no último domingo foi claro. 70% da população do Recife não quer uma continuidade da gestão", afrmou.

A prefeiturável ainda garantiu que manterá uma relação de cordialidade com todos os vereadores, seja da base do governo, ou do campo da Oposição. “Fui vereadora por 10 anos, fui colega de muitos vereadores que foram reeleitos, sou amiga deles, todos eles têm meu telefone pessoal, tenho uma ótima relação, e são pessoas que tem compromisso com a cidade. A gente vai fazer discussão seja com a base de governo, com a Oposição, e tenho certeza de que a gente vai fazer um grande trabalho junto com os vereadores, escutando eles e respeitando o trabalho de cada um nas comunidades”.

Sobre sua relação com o governo do Estado e com o governo Federal, que atualmente, a petista tem feito ferrenha oposição, Arraes ressalta que colocará os interesses da cidade acima de qualquer posição política, destacando que aprendeu isso com seu avô, Miguel Arraes. Entre mais críticas à gestão PSB, a candidata afirma que pretende manter o diálogo institucional. 

“Vamos correr atrás de recursos do governo federal, vamos manter esse diálogo com o governo , agora, com firmeza , não dá para você fechar o olho, por exemplo, para a questão do transporte coletivo, você ficar de conversinha sem resolver o problema, não dá para você fechar o olho para a inoperância da Compesa, desses sucessivos contratos prorrogados sem cumprir o que deveria ser cumprido. A gente tem que ter firmeza, junto com o diálogo, e com certeza vamos ter muito ganho para o Recife”

Veja também

Após dez anos fechado, Teatro do Parque volta a funcionar em 11 de dezembro
Cultura

Após dez anos fechado, Teatro do Parque volta a funcionar em 11 de dezembro

Pernambuco registra 781 casos da Covid-19 nas últimas 24h e 25 novas mortes
Coronavírus

Pernambuco registra 781 casos da Covid-19 nas últimas 24h e 25 novas mortes