Marília quer consolidar frente de oposição no Recife com PSOL e PT

A deputada federal Marília Arraes (PT) afirmou nesta terça-feira (07) que está confiante na formação de uma frente de oposição a Bolsonaro e ao PSB no Recife, que poderá contar com a presença do PT e do PSOL.

“PT e PSOL precisam firmar esta união porque está claro que tanto do ponto de vista nacional, com Bolsonaro, quanto aqui em Pernambuco e no Recife, com Governo do Estado e Prefeitura, o que se oferece é muito ruim para a população. Não há projetos de transformação social, mas apenas acertos políticos para manter no poder grupos que não têm compromisso em mudar a realidade das pessoas”, afirma.

Para Marília, a criação de uma frente verdadeira de oposição ao Governo Bolsonaro e ao PSB passa necessariamente pela união de seu partido, o PT, com o PSOL, que tem feito uma oposição firme e de qualidade na Câmara de Vereadores do Recife, com o vereador Ivan Moraes, e na Assembleia Legislativa, com o mandato coletivo das Codeputadas Juntas. “São mandatos que estão fazendo a diferença”, reconhece.

O Presidente do PSOL em Pernambuco, Severino Souto Alves, reforça a posição da deputada federal petista, lembrando que em 08 anos de Prefeitura o Recife ficou pra trás e hoje é o retrato do abandono, com a piora nos índices de qualidade de vida ao mesmo tempo em que gastos com publicidade aumentaram. 

“Recife tem pouco mais de 1,6 milhão de habitantes. E deste total 600 mil pessoas vivem abaixo da linha de pobreza. Não tem gasto com propaganda que esconda essa realidade. Os verdadeiros partidos de esquerda devem ter sempre o compromisso de combater não apenas o avanço do bolsonarismo no País e aqui em Pernambuco, mas também evitar essa tentativa do PSB em se perpetuar no poder. Vamos construir essa verdadeira frente de oposição”, conclui.