Mendonça Filho critica uso do seu nome em 'fake news' e 'vale tudo' por voto no 2º turno

Terceiro lugar na disputa pela Prefeitura do Recife, o ex-ministro Mendonça Filho (DEM) declarou neutralidade nas eleições do segundo turno do Recife. A posição, contudo, não vem sendo respeitada, segundo o ex-governador de Pernambuco. Em suas redes sociais, Mendonça criticou disseminação de fake news envolvendo o seu nome e as cores da campanha tentando induzir voto no PT ou PSB. 

"O eleitor que nos deu 25% dos votos no primeiro turno tem liberdade para decidir por não votar no PSB, nem no PT. Ou escolher entre um dos dos dois no segundo turno. Não sou dono do eleitor, mas vejo com espanto o vale tudo entre socialistas e petistas para  conquistar o voto da Direita: da disseminação do medo à fake news. O uso do meu nome e de cores da minha campanha para induzir o meu eleitor a qualquer um desses projetos de poder, que combato há anos, vai além da desonestidade intelectual", afirmou.

Mendonça Filho classificou como "golpe baixo" as iniciativas e disse que permanece como oposição aos dois partidos. "É golpe baixo! Não apoio nem o PSB, nem o PT. Permaneço firme na resistência ao projeto de poder que comanda o Recife há 20 anos e transformou nossa cidade na capital da desigualdade social, da corrupção e da má gestão", acusou.

Veja também

Santa empata em 2x2 com o Itabaiana/SE pela pré-Copa do Nordeste
Futebol

Santa Cruz empata em 2x2 com o Itabaiana/SE

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores
Campeonato Brasileiro

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores