Ministro nega liminar contra decisão do TRE-PE que proibiu atos de campanha em Pernambuco

TSE - Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, negou provimento a um mandado de segurança impetrado pelo candidato a prefeito de Catende José Rinaldo Fernandes de Barros (PSC) contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE) que “proíbiu a realização de atos presencias de campanha eleitoral causadores de aglomeração em Pernambuco, para as Eleições 2020.

Em sua fundamentação, o magistrado pondera o momento excepcionalidade que envolve as eleições deste ano. "A responsabilidade por combater o coronavírus não repousa apenas nas mãos das autoridades, mas passa pela conscientização da população e, no que tange à disputa eleitoral – essencial à democracia –, pelo esforço e comprometimento dos candidatos e partidos políticos, os quais devem pautar a campanha em respeito às medidas de contenção de novas infecções, dando prevalência às plataformas que, por sua natureza, não induzam risco à população", afirmou.

O ministro também cita os "inúmeros vídeos divulgados pela imprensa e pelas redes sociais, evidenciando patente e disseminada negligência com os parâmetros de segurança" e "distanciamento mínimo entre pessoas e da utilização de máscaras". Portanto, o juiz anota que o Tribunal "resolveu agir a tempo de evitar um quadro de recrudescimento da pandemia, arrimado no já aludido parecer sanitário".

Contudo, o magistrado defiriu, em menor escala, a medida liminar exclusivamente para "determinar ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE) que proceda a uma periódica reavaliação do quadro que embasou a edição da Resolução n. 372/2020 e que a autoridade sanitária estadual se manifeste de forma dinâmica sobre a ratificação, ou não, do Parecer.

Veja também

Live cultural do Bloco Minhocão traz Bateria Patusco como convidada nesta terça (23)
Live Cultural

Live cultural do Bloco Minhocão traz Bateria Patusco como convidada nesta terça (23)

Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
PIX

Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves