No guia, João traz denúncia do MPPE e gravação de Túlio. Marília fala em "machismo" e "desespero"

Com a campanha eleitoral esquentando e os discursos com tons cada vez mais elevados, o guia eleitoral também tem a temperatura elevada. A quatro dias do segundo turno da eleição para a Prefeitura do Recife, o discurso dos candidatos é essencial para conseguir um trunfo nas urnas no próximo domingo (29).

O discurso feminista e de proximidade com as eleitoras está cada vez mais sendo usado pela candidata Marília Arraes para responder os ataques do seu adversário nesta reta final da campanha. A estratégia foi utilizada no guia eleitoral da petista exibido ontem ."Quando um candidato sobe nas pesquisas, o outro entra em desespero e vem para o ataque. Isso faz parte do jogo político. Mas quando quem está na frente é uma candidata mulher, o ataque é mais pesado, mais cruel, porque vem cheio de machismo e desrespeito", disse uma mulher nos primeiros segundos do guia. 

Ela afirma ainda que "quem é mulher sabe disso porque convive com isso todos os dias, seja quando está em busca de vaga de emprego ou lutando pra ser a primeira mulher prefeita da sua cidade". Em seguida, o programa trouxe depoimentos de evangélicos em defesa de Marília, mostrando que mesmo entre os conservadores ela tem espaço. 

Outro tema abordado no guia foram as áreas de morro da Capital. A petista alfineta a gestão atual do PSB ao falar dos riscos para quem mora nesses locais.” Meu compromisso com o Recife é de nos dois primeiros anos de mandato erradiicar no mínimo três mil pontos de risco", disse Marília. À noite, ela prometeu erradicar as palafitas recifenses que, segundo a candidata, haviam deixado de existir nos governos do PT e retornaram nos últimos anos.

Mais uma vez, o guia eleitoral do candidato a prefeito do Recife pela Frente Popular, João Campos (PSB), trouxe a publicação da revista VEJA sobre ação que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) move contra a sua adversária, candidata Marília Arraes (PT), por suposta contratação de funcionários fantasmas. 

Dessa vez, no vídeo exibido ontem, o material apresenta ao eleitor um áudio atribuído ao deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) sugerindo que a petista faz “rachadinha no seu gabinete” e  relatando conversas que teve com Marília, nas quais teria recebido dela a sugestão para embolsar parte dos salários dos servidores de seu gabinete, como forma de financiar sua futura campanha eleitoral.

Ainda no guia exibido na noite de ontem, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), também apareceu no guia. O atual gestor municipal deixou uma mensagem contra os ataques à sua administração e defendeu a escolha de João para a sua sucessão. "Não me preocupa a baixaria em si, o que me preocupa é que, como diz João Campos, nada sólido se constrói sobre o solo mole da mentira", disse Geraldo.

Veja também

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA
Mundo

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA

Resgatados 11 mineiros soterrados há duas semanas em mina de ouro na China
Resgate

Resgatados 11 mineiros soterrados há duas semanas em mina de ouro na China