Novo embate entre presidente e os governadores

Com o agravamento da crise sanitárias e a volta das medidas restritivas adotadas pelos Estados, o embate entre o Palácio do Planalto e os Executivos estaduais voltou aos holofotes. Ontem, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), postou, em sua conta no Twitter, os repasses do Governo Federal, em 2020, a seis estados que endureceram regras para combater a pandemia da Covid-19. De acordo com o chefe do Executivo, os dados estão disponíveis no Portal da Transparência, Localiza SUS e Senado Federal.

A movimentação de Bolsonaro acontece após o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Arthur Lira (PP-AL), convidar os governadores para uma teleconferência, nesta semana, para debater sobre a crise econômica por causa da crise sanitária.

“Repasses do Governo Federal para cada estado só em 2020. Valores diretos: saúde e outros; valores indiretos: suspensão e renegociação de dívidas: Acre: R$6,8 bilhões, auxílio: R$1,38 bilhão; Alagoas: R$18,09 bilhões, auxílio: R$5,46 bilhões”, escreveu, destacando que os dados são até de 15 de janeiro de 2021. “Santa Catarina: R$21,6 bilhões, auxílio: R$7,22 bilhões; São Paulo: R$135 bilhões; auxílio: R$ 55,19 bilhões; Sergipe: R$12,9 bilhões, auxílio: R$3,85 bilhões; Tocantins: R$10,5 bilhões, auxílio: R$2,28 bilhões”, comprou.

As declarações do presidente da República provocaram nova reação dos gestores estaduais. O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), reagiu às publicações de Bolsonaro e afirmou que o presidente insiste em agredir a verdade para tentar atingir os governadores. Segundo ele, a soma dos valores apresentados por Bolsonaro junta repasses obrigaçtórios e voluntários para os Estado. “Ele está postando contas malucas sobre recursos enviados aos estados, misturando com municípios, recursos de FPE, FPM, auxílio emergencial etc. Em suma, é um irresponsável”, disse. Dino assegura que vai entrar na Justiça pela “fake news”. 

“A mentira federal sobre repasse de recursos ao Estado do Maranhão é tão absurda que o valor “informado” (R$ 36 bilhões) equivale quase ao dobro do orçamento do Estado em 2020. Vamos ter que, mais uma vez, entrar na Justiça por essa vergonhosa fake news”, garantiu o governador do Maranhão.

Veja também

Senado: Flávio Bolsonaro representa contra Kajuru no Conselho de Ética
Atrito

Senado: Flávio Bolsonaro representa contra Kajuru no Conselho de Ética

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma
Graduação

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma