Odacy Amorim diz que espera apoio de Paulo Câmara em Petrolina

Pré-candidato à Prefeitura de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, Odacy Amorim (PT) disse à Folha de Pernambuco que espera o apoio do governador Paulo Câmara (PSB) à sua postulação no município e que vai ficar "muito frustrado" se a aliança não se concretizar. No entanto, o petista ressalta que está aguardando o deputado federal Gonzaga Patriota, presidente municipal do PSB, "fazer o movimento" de articulação com o Palácio do Campo das Princesas. "Como presidente municipal do PSB ele deve ter essa articulação, acho importante ele articular. Ele tem uma aproximação com o governador, mas essa questão do PSB, o PSB já sabe que tem meu apoio", explicou Odacy. 

Com a retirada da candidatura do agora secretário de Ciência e Tecnologia da gestão estadual, Lucas Ramos (PSB), os socialistas estudam a melhor estratégia para o pleito eleitoral e têm mantido conversas com o ex-prefeito Julio Lossio (PSD). O presidente municipal do Podemos em Petrolina, Sargento Quirino, também está no radar dos socialistas.  

Para Odacy, é compreensível as conversas e articulações com outros partidos, mas a expectativa é a de que Paulo Câmara devolva o gesto feito por em 2018, quando o gestor foi reeleito. "Se o governador apoiar Lossio eu vou ficar muito frustrado. Eu espero (o apoio) do governador porque sou aliado dele. Eu peço que o governador me trate como eu tratei ele. Em 2018, se Marília Arraes fosse candidata a governadora eu era deputado federal. Mas eu não joguei pelo meu interesse, mas pelo interesse de Pernambuco e do partido. O partido optou por uma aliança a Paulo Câmara e eu achei correto. Agora eu que estou precisando do governador", complementou. "Eu entendo o ponto de vista dele. Acho que tudo vai dar certo.”