Patrícia se reúne com representantes da causa animal e promete funcionamento do Hospital Veterinário por 24h

Tiago Calazans

Na manhã desta sexta-feira (25), a Delegada Patrícia (Podemos), candidata a prefeita do Recife, conversou com grupos de defesa da causa animal, que apresentaram suas demandas. O encontro ocorreu na Avenida Beira Rio, bairro da Torre, Zona Norte do Recife. O coordenador da campanha, o deputado federal Daniel Coelho (Cidadania), que tem diversos projetos na causa animal, também esteve presente. 

A defesa dos animais é uma das prioridades da candidatura da delegada. Patrícia vai fazer o Hospital Veterinário funcionar 24 horas por dia, com plantões nos fins de semana. Também vai implementar um amplo programa de castração e chipagem de animais nos bairros. A medida visa evitar maus tratos e sofrimento dos animais, diminuir a população a de animais na rua e evitar as zoonoses, que também afetam a saúde humana. 

"Nesta reunião de hoje pudemos ouvir as demandas dos protetores, as dificuldades que eles enfrentam no dia a dia. Escutei relatos sobre o funcionamento precário do Hospital Veterinário e sobre a ausência de uma política pública de castração que funcione de verdade", disse Patrícia.

Luciane Nascimento, da ONG Projeto Patinha, acredita que a gestão da Delegada Patrícia vai atender as reivindicações da causa."Patrícia já trabalhava desde antes com resgate de animais. É uma satisfação que ela possa ir à frente e trabalhar pela causa animal. As propostas que ela tem são muito semelhantes ao que a gente pensa sobre o assunto", afirmou.

Conceição Maciel, da SOS Pet, ficou satisfeita com a conversa com a Delegada Patrícia. "A expectativa é que ela consiga mudar esse cenário do meio ambiente e dos animais abandonados aqui no Recife. Que consiga realmente fazer um controle populacional de cães e gatos", disse a ativista.

Daniel Coelho reforçou seu apoio a Patrícia e destacou a convergência de ideias entre ele e a delegada. "Em 2006 eu fiz a primeira lei de proteção animal no Recife como vereador e desde então eu sou extremamente engajado nessa causa. Um dos motivos que me fez decidir o apoio por Patrícia é a sensibilidade que ela tem com os animais. A gente sabe que quem tem sensibilidade com os animais, tem com as crianças, com os idosos, com as mulheres. Esse lado humano de Patrícia, que pouca conhece, é encantador", destacou o coordenador da campanha.

"Tive a felicidade de reencontrar hoje as protetoras que conheci em 2015 em um evento de adoções. Naquele dia, encontrei Vivi, uma cadelinha que virou mascote daquele evento, e eu a eu levei, de carro, para ser adotada por um casal do Ceará", contou Patrícia. 

A Beira Rio é um local histórico da proteção animal na cidade. Às margens do Rio Capibaribe e com um fluxo constante de pessoas e veículos durante o dia, muitos gatos são abandonados na área de manguezal que a via acompanha. Grupos de proteção animal fazer o serviço de castração, alimentação, além de disponibilizar abrigo para os animais abandonados e promoverem a adoção responsável.