Políticos pernambucanos comentam saída de Carlos Decotelli

Divulgação/FNDE

O ministro da Educação, Carlos Decotelli, anunciou o pedido de demissão nesta terça-feira (30), cinco dias após ser nomeado para o cargo pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A decisão repercurtiu entre deputados federais pernambucanos nas redes sociais. 

Marília Arraes (PT) questinou como Decotelli "pode sair se nunca entrou". "Decotelli pediu demissão do MEC depois das inúmeras descobertas sobre o seu currículo falso. O Bolsonarismo é certeiro: nada é tão ruim que não possa piorar! Ah, e lá se vão mais de 45 dias sem ministro da Saúde", escreveu no Twitter.
 
O também petista Carlos Veras ressaltou que o então ministro não chegou a tomar posse. "O ministro da Educação, Decotelli, anunciou pedido de demissão, 5 dias após ser nomeado. Enquanto isso, a ministra Damares e o ministro Ricardo Salles, que também mentiram em seus currículos, seguem firmes e fortes em seus cargos. Governo fake!", anotou. 
 
Para Danilo Cabral (PSB), "no momento que o mundo faz da educação uma prioridade para sair da crise,o Brasil é submetido a constrangimentos pelo desprezo que Bolsonaro tem pela ciência e o conhecimento. Enquanto isso, a pauta que interessa ao País,o Novo Fundeb e volta às aulas,é desprezada pelo Governo." João Campos (PSB), que coordena a Comissão Externa que fiscaliza o MEC, demonstra grande preocupação os rumos da educação brasileira entre a saída e entrada de ministros. "Desastroso, sem priorização e sem visão de futuro. O MEC vive uma sangria desatada em meio a entradas e saídas de ministros. Não há tempo a perder, mas, infelizmente, o Ministério da Educação permanece sem comando."
 
Já Túlio Gadêlha (PDT) demonstrou estranhamento com a demissão. "Muito estranho, não acham? Logo no governo Bolsonaro um Ministro da Educação não tomar posse por conta de “imagem arranhada por falhas no currículo”. Desde quando a formação acadêmica importou para eles? Pode anotar, tem o dedo do centrão aí", disse. 
 
 

Veja também

Startup do Recife abre 10 vagas de trabalho
OPORTUNIDADE

Startup do Recife abre 10 vagas de trabalho

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas
Alerta

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas