Prefeito João Campos afirma que regime militar foi uma das fases mais obscuras do País

Rodolfo Loepert

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), se uniu a lideranças que se manifestaram contra a celebração da golpe militar de 1964, que completa 57 anos nesta quarta-feira (31). A madrugada do dia 31 de março para 1º de abril de 1964, deu início aos 21 anos do período da ditadura no País e muitas lideranças se posicionaram contra o regime.

O chefe do Executivo municipal disse que o período foi uma das fases mais obscuras do País e que é preciso não esquecer para não repetir. "É preciso lembrar para não esquecer, não repetir. Às vésperas dos 57 anos de uma das fases mais obscuras, o Brasil se vê diante da necessidade de fortalecer ainda mais a democracia. A luta de muitos segue presente como memória viva do que somos e do que não queremos voltar a ser", disse.

Veja também

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante
Coronavírus

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante

Senado aprova redução na tarifa de energia elétrica por 5 anos
CONTA DE ENERGIA

Senado aprova redução na tarifa de energia elétrica por 5 anos