Projeto de Lei cria protocolo para coibir fraude na aplicação de vacinas contra a Covid-19

Divulgação/Governo de São Paulo

Flagrantes de profissionais de saúde que apenas fingem aplicar a vacina contra a Covid-19 alarmaram todo país nas últimas semanas. Para evitar casos semelhantes no estado, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) examina o Projeto de Lei (PL) nº1829/21 que confere ao cidadão o direito de assistir e registrar todas as etapas da imunização. 

A pessoa a ser vacinada ou seu acompanhante terá o direito de filmar todo o ato, preservando o rosto do profissional de saúde, a não ser que este permita sua identificação. O projeto contempla a abertura da embalagem da seringa e do frasco-ampola, a preparação e aplicação da vacina, assim como o descarte da seringa.

De acordo com a deputada autora do PL, Simone Santana (PSB), os casos de fraude são situações isoladas, mas alertam para a necessidade de vigilância. “São atitudes inconcebíveis, difíceis de acreditar se não estivessem gravadas. Diante desses precedentes, que sabemos serem exceções, entendemos que é prudente formalizar um procedimento padrão para a aplicação da vacina”, declara a parlamentar.

Veja também

Brasil não tem que ser mendigo, diz Mourão sobre pedido de apoio a Biden
Diplomacia

Brasil não tem que ser mendigo, diz Mourão sobre pedido de apoio a Biden

John Stamos fala sobre ausência das gêmeas Olsen em 'Fuller House'
Séries

John Stamos fala sobre ausência das gêmeas Olsen em 'Fuller House'