PT fará debate interno sobre cargos na gestão do PSB

Após o diretório nacional do PT bater o martelo sobre a pré-candidatura da deputada federal Marília (PT) à Prefeitura do Recife, o Partido dos Trabalhadores discute os cargos ocupados pelo partido nas gestões do PSB. A legenda ocupa a secretaria estadual de Agricultura com Dilson Peixoto (PT) e a secretaria de Saneamento da Prefeitura do Recife com Oscar Barreto.

Ontem, o senador Humberto Costa (PT) esteve com o governador Paulo Câmara, conforme a coluna Folha Política, da jornalista Renata Bezerra de Melo. A conversa foi mais uma reunião preliminar para informar sobre a decisão do PT Nacional e avaliar a conjuntura política. Segundo Humberto, a ocupação dos espaços não esteve na pauta, mas o PT deverá fazer um debate interno sobre a situação. O petista pretende ainda ter outras conversas com as lideranças aliadas, inclusive, com o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB). 

“O PT vai discutir o que é mais correto políticamente e eticamente e vai se posicionar sobre isso (os cargos ocupados na gestão). A direção municipal e estadual vão discutir e tomar uma posição", avaliou Humberto. Segundo ele, ainda não há prazo para o debate das instâncias internas, mas a discussão será feita “o mais rapidamente”. Entre as conversas que serão feitas está na pauta uma reunião com os pré-candidatos da chapa proporcional do PT para discutir o posicionamento da sigla nas eleições.

Já o presidente estadual do PT, Doriel Barros, disse que o debate deverá ser feito pelo diretório municipal e que a conjuntura do Recife é diferente da estadual, onde petistas e socialistas estiveram unidos na reeleição do governador Paulo Câmara em 2018. "A gente está conversando internamente, mas não começamos a discussão de fato. Recife deve entrar na pauta. Participamos da eleição estadual e apoiamos o PSB. Uma coisa é a eleição estadual e outra é a municipal. Essa discussão estadual não pode se limitar a um municipio apenas, continuamos aliados. Mas o PT municipal deve conversar a respeito da questão do Recife."

No grupo aliado a Marília Arraes, o debate é visto com indiferença e o foco está na campanha petista no Recife. “Desconheço esse debate. Eu não fui consultada quando entraram (na gestão) e não sei sobre a saída”, brincou a deputada estadual Teresa Leitão (PT). Aliada de Marília Arraes e integrante do diretório regional e também do nacional do PT, Sheila Oliveira segue a mesma linha e afirma que a questão dos cargos não entrou em discussão no partido. "Acho que é irrelevante", acrescenta. Para ela, o importante agora é a candidatura de Marília Arraes . "Estamos focados na eleição e na vitória de Marília", complementa a petista.