Secretário da Fazenda apresenta Resultado Fiscal do Estado na Alepe

Foto: Kleyvson Santos / Folha de Pernambuco

O secretário da Fazenda de Pernambuco, Décio Padilha, apresentou na manhã desta quarta-feira (24) o Relatório de Gestão Fiscal do 3º Quadrimestre de 2020 e o Relatório Resumido de Execução Orçamentária do 6° bimestre à Comissão de Finanças, Orçamento e Tributação da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco. 

A apresentação foi realizada de forma virtual e contou com a presença do presidente da comissão de Finanças, Aluísio Lessa, do vice-presidente, Henrique Filho, do líder do governo na Alepe, Isaltino Nascimento, além dos deputados Antônio Coelho, Waldemar Borges, Tony Gel, Diogo Moraes, entre outros.

Em sua apresentação, Padilha fez um resumo do cenário brasileiro macroeconômico e do tripé macroeconômico com responsabilidade fiscal, metas de inflação e câmbio flutuante. Para alcançar ótimos números fiscais, o secretário destacou os cortes no custeio da máquina estadual de R$ 490 milhões em 2019 e R$ 550 milhões em 2020 e a reprogramação dos investimentos obedecendo a capacidade financeira possível do Estado.

Décio Padilha realçou o desempenho do Estado, bastante elogiado pelos parlamentares com a trajetória para conseguir alcançar a Capacidade de Pagamento (Capag) B com o equilíbrio fiscal dinâmico de Pernambuco. O endividamento de 63,10%, quando o limite é de 150%. Já a poupança corrente ficou em 94,23%, com o limite de 95%, além da liquidez.

“Em 31 de dezembro de 2022 queremos estar no Capag A, entre os dois estados mais equilibrados do Brasil. É uma meta ousada, mas há um planejamento junto ao governador Paulo Câmara, a partir de hoje, com 25 ações para manter o equilíbrio fiscal dinâmico, com investimentos, para alcançarmos o objetivo”, destacou Padilha.

“Foi um acerto político o projeto econômico das gestões do PSB para Pernambuco. O sentimento da bancada do governo na Alepe é a de que o nosso estado está sendo bem cuidado, os números mostram o zelo com máquina pública. Diferente da gestão desastrosa do governo federal que não tem compromisso com os brasileiros”, falou o líder do governo na Alepe, o deputado Isaltino Nascimento.

Veja também

Em dois anos Brasil apreende 114 milhões de maços de cigarro oriundo de contrabando
Fiscalização

Em dois anos Brasil apreende 114 milhões de maços de cigarro oriundo de contrabando

Ministério da Ciência e Tecnologia destina R$ 2 milhões da Covid a laboratório sem relação com a doe
Contas

Ministério da Ciência e Tecnologia destina R$ 2 milhões da Covid a laboratório sem relação com a doe