Sileno Guedes sobre participação do PT no governo PSB em Recife: “O lugar do PT hoje é na Oposição”

Presidente estadual do PSB-PE, Sileno Guedes - Reprodução

Após uma campanha marcada com várias trocas de farpas e acusações entre PT e PSB na disputa pela prefeitura do Recife, o presidente estadual do Partido Socialista brasileiro afirma que, hoje, o lugar do PT é no campo da Oposição, posicionamento que, segundo ele, foi estabelecido pela população recifense. Essa declaração é obtida quando, internamente, está em discussão a permanência de membros petistas no governo socialista de Pernambuco o que demonstra que a campanha eleitoral 2020 deixou rusgas a serem resolvidas entre as siglas partidárias.

“A eleição foi disputada entre PT e PSB, o Partido dos Trabalhadores de sair da Frente Popular que tinha se reincorporado em 2018 e fez a opção de nos fazer oposição, de fazer oposição dura ao prefeito Geraldo Júlio, de fazer um contraponto muito duro a João Campos, então, eu acho que o lugar do PT hoje, a nível de Recife, é na Oposição.  Se o PT tivesse ganho a eleição, nós estaríamos sim, na Oposição” afirmou.

Sobre a conjuntura para 2022, Sileno não descarta a possibilidade de repetir a dobradinha entre PSB e PT na disputa nacional, porém, ressalta que “ainda tem muito chão pela frente”, ou seja, ainda não existe nada definido sobre o assunto, segundo o presidente da sigla no estado.

“A gente buscou em 2018 reestabelecer uma parceria com o PT em 2018, foi possível naquele ano, não foi possível em 2020, e a gente fez essa parceria com o PDT, uma parceria exitosa, com o resultado positivo e gente vai continuar no mesmo canto que sempre estivemos, mantendo dialogo, buscando conversar com as pessoas”, colocou.

Com a vitória de João Campos na capital pernambucana, fica em aberto o futuro político de seu antecessor na prefeitura da cidade, o prefeito ainda em exercício, Geraldo Júlio. Guedes, no entanto, esboça grandes planos para o correligionário dentro da sigla, tanto em âmbito estadual como nacional.

“Geraldo sem sombra de dúvidas é um grande gestor e um dos maiores quadros do partido não só aqui em Pernambuco, mas do ponto de vista nacional do partido, ele e o governador Paulo Câmara figuram o quadro da nova geração de lideranças do PSB e agora com o nosso prefeito eleito. Geraldo vai continuar tendo um papel muito importante na Frente Popular, vai poder se dedicar mais ao PSB nacional. Eu tenho certeza que, a partir de janeiro Geraldo vai ser um soldado do partido para cumprir qualquer tarefa. Como liderado dele, a gente torce que ele se incorpore a um papel que possa efetivamente ajudar na construção aqui em Pernambuco e no Brasil” destacou.

Nacional

Com o PSB na oitava colocação no ranking nacional de prefeitos eleitos nessa última eleição municipal, Sileno Guedes avalia um fortalecimento da sigla após o pleito. No quadro de vitórias do partido consta 252 prefeituras ganhas por seus integrantes.

“ Nós ganhamos capitais importantes, a começar pelo Recife, ganhamos Maceió, Petrópolis no Rio de Janeiro, disputamos o segundo turno em outra capital, ou seja, o PSB sai fortalecido, a gente aqui em Pernambuco com a saída de João Campos da Câmara Federal levamos para Brasília um belo quadro do partido que é o deputado Milton Coelho, ou seja, o resultado final para nós, o balanço que nós fazemos é extremamente positivo”, pontuou.

 

Ouça a entrevista completa no podcast abaixo:

 

Folha de Pernambuco · 02.12.20 - Folha Política com Sileno Guedes PSB

Veja também

Santa empata em 2x2 com o Itabaiana/SE pela pré-Copa do Nordeste
Futebol

Santa Cruz empata em 2x2 com o Itabaiana/SE

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores
Campeonato Brasileiro

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores