Túlio defende múltiplas candidaturas, mas não descarta aliança com o PSB no segundo turno

Após oficializar a sua pré-candidatura à Prefeitura do Recife, o deputado federal Túlio Gadêlha defendeu que a disputa na Capital tenha múltiplas candidaturas no campo progressista. Com a sua postulação, o campo político de esquerda já conta com três candidaturas para a disputa eleitoral no Recife: a deputada federal Marília Arraes pelo PT e deputado federal João Campos pelo PSB. Gadêlha afirma que, apesar de convergirem em muitas ideias de pensamento, seus projetos para o município são totalmente diferentes. 

“Não adianta colocar esse campo progressista em balaio só e achar que é todo mundo igual. Nossos projetos são bem diferentes, nosso olhar sobre a cidade ele é muito diferente”, pontuou Túlio Gadêlha em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta segunda-feira (03). Segundo o parlamentar, mesmo com pedetistas com cargos na gestão socialista, ele fará discurso de oposição. No entanto, ele deixa a porta aberta para o PSB em um eventual segundo turno. 

"Eleição existe em dois turnos. Eu posso ter o apoio de João no segundo turno. Isso é natural", explicou. Questionado se também apoiaria João Campos, ele respondeu: "Claro que sim. Não tem problema. A discussão sobre alianças se dá no segundo turno", complementou. Apesar de deixar a porta aberta para uma aliança no segundo turno, Túlio fez várias críticas ao PSB e a gestão do partido na Prefeitura do Recife, mostrando que o seu tom será de oposição na campanha. 

Confira a entrevista completa:

Folha de Pernambuco · 03.08.20 - Folha Política com Túlio Gadelha PSB