Túlio Gadêlha acena ao PT e Marília Arraes responde: "Venha caminhar junto com a gente"

Deputado teve seu projeto majoritário abortado e indicação à vice de João Campos rejeitada pelo PDT - Foto: Lidiane Mota/Arquivo Folha de Pernambuco

Sem a formalização da sua candidatura à Prefeitura do Recife e com o seu indicado ao posto de vice na chapa encabeçada pelo deputado federal João Campos rechaçado, em detrimento da ex-vereadora Isabella de Roldão, o deputado federal Tulio Gadelha (PDT) utilizou as redes sociais, ontem, para fazer um aceno ao PT, que será um dos adversários da Frente Popular, da qual o PDT faz parte, no pleito de novembro. "Sou de uma parte ampla do PDT que não carrega ódio ao PT. Inclusive, se tem algo que a gente combate é o ódio na política. Sigamos com amor e amplitude", afirmou o pedetista. 

A declaração do deputado foi respondida pela deputada Marília Arraes, pré-candidata petista à Prefeitura do Recife, com um convite para o pedetista. "Túlio Gadelha, receba toda minha solidariedade, sei bem o que você está passando. Seu compromisso com a cidade é maior do que acordos de gabinete. Venha caminhar junto com a gente. Nem eu, nem você precisamos de intermediários para chegar ao povo do Recife", afirmou 

Mesmo com o movimento da sigla da qual faz parte, a ausência de alinhamento com o PSB, por parte de Gadelha, não é uma novidade. Na última sexta, ao indicar o enfermeiro Rodrigo Patriota para a vice de João Campos, Túlio afirmou, entre outras coisas, que "o PSB precisa fazer uma autocrítica". 

Veja também

40 anos da restauração do quadro "As meninas": uma limpeza marcada pela polêmica
cULTURA

40 anos da restauração do quadro "As meninas": uma limpeza marcada pela polêmica

Disputa entre Bolsonaro e Valdemar em São Paulo motivou resolução da "lei de silêncio" no PL
SÃO PAULO

Disputa entre Bolsonaro e Valdemar em São Paulo motivou resolução da "lei de silêncio" no PL

Newsletter