Vereadores de Camaragibe abrem mão de recesso parlamentar

O presidente da Casa Legislativa, Paulo André

Tradicionalmente, julho é mês de férias para os vereadores de Camaragibe. Este ano, porém, diante de todas as anormalidades e mudanças causadas pelo novo Coronavírus, os parlamentares optaram por abrir mão do recesso para dar continuidade aos trabalhos na Câmara Municipal. O presidente da Casa Legislativa, Paulo André, foi quem propôs a emenda e, após votação de todos os vereadores presentes, decretou o fim do recesso em 2020.

Dos 13 parlamentares atuais do município, nove votaram aprovando a medida e quatro estiveram ausentes. “Diante desse período de pandemia, em que a Câmara trabalhou em regime de plantão, quase que fechada, a mesa diretora, através de mim, propôs uma emenda orgânica para cancelar o recesso parlamentar esse ano. Considerando as demandas da Casa e o momento de exceção que estamos enfrentando, nada mais correto do que, ao invés de dar férias ao pessoal que está em regime de plantão, darmos continuidade ao trabalho”, justificou Paulo André.

Apesar da pandemia, o trabalho segue acontecendo e as principais pautas em discussão na Câmara no momento são duas, ambas relacionadas à crise atual de saúde e da economia. A primeira delas, medidas de gratificação para quem está na linha de frente da guarda municipal, os profissionais da saúde. E a segunda, trata-se da suspensão do pagamento de contas de água e energia durante 120 dias, para não ocasionar cortes para a população.