“Voltarei muitas vezes a Caruaru, que poderá ter uma Governadora em 2022”, diz Marília

Primeira mulher na história a disputar o segundo turno na eleição municipal do Recife na última eleição, a deputada federal Marília Arraes (PT-PE) acredita que chegou o momento das mulheres tomarem o protagonismo do cenário político de Pernambuco. Durante uma entrevista à Rádio Liberdade de Caruaru, Marília deu sua opinião sobre a disputa para o Governo do Estado no ano que vem. "Pode ser que Caruaru tenha uma Governadora em 2022. Vamos ver o que acontece".  

Durante a entrevista, a deputada aproveitou para fazer um balanço sobre sua atuação no ano passado na Câmara dos Deputados e reiterou a disposição para fazer um mandato combativo em 2021. "2020 foi de muito aprendizado. Trabalhamos duro no plano nacional e local para ouvir as demandas da população e lutar pelos direitos e conquistas e buscar avanços. Vamos aproveitar toda essa experiência positiva para continuar trabalhando por Pernambuco. Caruaru é uma das cidades em que voltarei, com certeza, muitas vezes em 2021”, destacou.

Marília também lembrou da luta para garantir a proteção social e o apoio econômico à população durante a pandemia da Covid-19. "Tivemos muitos embates com o Governo Federal, que insiste em manter uma postura negacionista em relação a pandemia. O Congresso também teve uma participação firme. Eu, particularmente, tive uma ação muito importante. Um dos primeiros projetos que pedia o auxílio emergencial, por exemplo, foi de minha autoria", comentou.

A parlamentar se mostrou confiante com a manutenção do auxílio emergencial a partir de janeiro. "Um dos condicionantes do nosso partido, o PT, em apoiar o nome de Baleia Rossi foi que ele pautasse o auxílio na Casa. É importante que haja a retomada econômica e, sem o auxílio, não haverá como."

Por fim, Marília voltou a questionar o Ministério da Saúde sobre a falta de testes em massa para os brasileiros. "Fiz um pedido importante e, quando voltar a Brasília, vou retomar essas articulações sobre o envio de testagem para Pernambuco", explicou a deputada ao se referir ao pedido, enviado ao Ministério da Saúde para que parte dos testes de detecção da Covid-19 que hoje estão estocados em São Paulo, com o prazo de validade já estendidos pela ANVISA, sejam enviados para o atendimento da população pernambucana.

Veja também

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca
Coronavírus

Fiocruz negocia mais 15 milhões de doses de vacina da AstraZeneca

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19