Waldemar Borges defende federação entre partidos de oposição a Bolsonaro em 2022

Deputado estadual Waldemar Borges (PSB) - Divulgação

Leia Também

• Sobre federação, Doriel diz que PT-PE vai avaliar o que for melhor para frente de esquerda

• Sem posição fechada, PT abre debate sobre federação com PSB e PCdoB

• No PSB, federação avança. Deputados defendem mecanismo e pedem pressa

O deputado estadual Waldemar Borges (PSB), defendeu a união de partidos de esquerda e centro-esquerda para enfrentar a candidatura do atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), em sua tentativa de reeleição no próximo ano. Segundo ele, é necessário a consolidação de um projeto que afaste o chefe do Executivo federal do Poder. Nos bastidores, uma federação entre PT, PSB e PCdoB é costurada pelas lideranças das agremiações.

“Eu sou favorável à federação temos que criar uma grande unidade não só entre os partidos de esquerda, mas também entre os da centro-esquerda, é preciso que a gente consolide esse espaço que congregue todos os democratas para que a gente afaste essas ameaças que a gente tem enfrentado nos últimos anos, o que nos chama a unidade hoje, é a necessidade de derrotar Bolsonaro”, afirmou.

@@[email protected]@

Questionado sobre o papel que o PSB buscará alcançar numa possível aliança entre a sigla socialista com o PT na disputa pelo Governo de Pernambuco, o parlamentar foi incisivo ao dizer que o curso natural seria o de que a sigla socialista ocupasse a liderança da chapa eleitoral, já que vem liderando a política no Estado por muitos anos. Em entrevista à Rádio Folha FM 96.7, nesta segunda-feira (6), Waldemar também agradeceu, sem citar nomes, a figuras políticas que hoje estão no campo opositor ao PSB, mas que em outros tempos participaram ativamente do projeto socialista em Pernambuco. 

“O mais natural é que o projeto Pernambuco seja encabeçado por quem já vem liderando que é o PSB, e nós estamos, inclusive, querendo muito fazer esse debate com a oposição, falar sobre como era Pernambuco antes do PSB e como está agora, inclusive agradece a alguns que hoje estão na oposição, mas que participaram de forma profunda nesse projeto em outros momentos”, ressaltou.

Veja também

Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveis Política

Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveis

Após pressão de usuários, Twitter anuncia novo recurso para combater fake news no Brasil
FAKE NEWS

Após pressão de usuários, Twitter anuncia novo recurso para combater fake news no Brasil