Agências do Trabalho de Pernambuco têm 539 vagas em 21 municípios nesta terça-feira (2)

Entre as oportunidades oferecidas, 50 são para arquivista de documentos

Agência do Trabalho - Arthur Mota/Folha de Pernambuco

As Agências do Trabalho de 21 municípios de Pernambuco oferecem 539 vagas de emprego nesta terça-feira (02), sendo 25 para pessoas com deficiência. As profissões que se destacam com mais ofertas de empregos são as de arquivista de documentos, com 50 vagas, costureira de máquinas industriais, com 50 opções, e trabalhador rural, que aparece com 45 oportunidades.

Nesta terça-feira (02), Recife lidera o ranking entre os municípios com o maior número de vagas ofertadas, são 94 no total. Na sequência, estão Paulista, com 86 opções de emprego, e Nazaré da Mata, com 75. Para quem busca vagas de estágio ou como Jovem Aprendiz, tem duas ofertas, uma para estágio e outra para Jovem Aprendiz.

Também há vagas em Araripina (13), Arcoverde (4),  Belo Jardim (22 ) Camaragibe (2), Cabo de Santo Agostinho (60), Caruaru (14), Escada (12), Garanhuns (2), Igarassu (12), Ipojuca (3), Pesqueira (21), Paudalho (1), Petrolina (32), Salgueiro (3), Serra Talhada (5), São Lourenço da Mata (2), Santa Cruz do Capibaribe do Capibaribe (63) e Vitória de Santo Antão (21). 

Confira o quadro completo abaixo:

Quadro de Vagas 02.08 by Folha de Pernambuco on Scribd

As informações sobre as vagas de emprego podem ser acompanhadas pelo instagram da SETEQ @seteqgovpe. A conta oficial da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (SETEQ) havia sido desativada, temporariamente, em respeito à legislação eleitoral. Mas, a SETEQ decidiu retomar a página oficial e voltou a publicar notícias, exclusivamente, de interesse dos trabalhadores e trabalhadoras.

Veja também

Após início da nova etapa de triplicação, motoristas enfrentam trânsito intenso na BR-232
Recife

Após início da nova etapa de triplicação, motoristas enfrentam trânsito intenso na BR-232

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis
Petrópolis

Perícia usou DNA para identificar parte das vítimas da tragédia de Petrópolis