Jeep abre vagas para jovens aprendizes

Jeep abre vagas para jovens aprendizes em Pernambuco - Ed Machado/Folha de Pernambuco

Vagas para jovens aprendizes estão sendo oferecidas pela Jeep, em Pernambuco. Por meio do Programa Estelar, a Stellantis, empresa líder do setor automotivo que detém as marcas Fiat, Jeep, Peugeot, Citroën, Ram, entre outras, abriu 395 vagas disponíveis no Recife, Goiana e Jaboatão dos Guararapes. Os interessados devem ter entre 18 e 22 anos, Ensino Médio completo e residir em alguma dessas três cidades. As inscrições devem ser feitas até 30 de abril na plataforma 99jobs (99jobs.com).

De acordo com a Stellantis, os jovens em situação de vulnerabilidade social terão prioridade no processo seletivo, que será realizado totalmente on-line. Com carga horária de seis horas diárias, de segunda a sexta, o Programa Estelar terá duração de dois anos. Ao longo do período, os aprendizes contarão com acompanhamento de tutores na Stellantis, além de cursos técnicos e de qualificação realizados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Ao todo, no Brasil, são 1.100 vagas abertas para essas três cidades de Pernambuco, além de Betim, Contagem, Itaúna, Nova Lima, (MG) e Campo Largo (PR).

O Programa Estelar oferece bolsa-auxílio, transporte, alimentação, seguro de vida e auxílio para práticas esportivas ou academia.

“São aprendizados que irão contribuir fortemente para a formação profissional desses jovens que, muitas vezes, têm menos acesso a oportunidades de trabalho. Mais do que uma porta de entrada para o primeiro emprego, o Programa Estelar tem como missão apoiá-los no desenvolvimento de autonomia e cidadania”, afirmou Marcela Sampaio, gerente de Atração & Seleção e Desenvolvimento da Stellantis para a América do Sul.

Veja também

Defesa civil dos municípios da RMR registram ocorrências por conta das chuvas
Chuvas

Defesa civil dos municípios da RMR registram ocorrências por conta das chuvas

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante
Coronavírus

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante