A-A+

Prefeitura do Recife convoca 56 agentes de combate às endemias no Recife

Agentes de endemias atuando contra arboviroses - Marcos Pastich/PCR

A Prefeitura do Recife anunciou a convocação de 56 profissionais aprovados no último concurso para agentes de saúde ambiental e controle de endemias (Asaces). As nomeações serão publicadas no Diário Oficial desta quinta-feira (9).

Os convocados vão auxiliar, segundo a prefeitura, no trabalho de mais de 500 agentes que já atuam nos territórios dentro do Programa de Saúde Ambiental (PSA) cuja principal característica consiste no gerenciamento, monitoramento e controle dos riscos ambientais que possam causar danos à saúde da população. 

A portaria com a convocação foi assinada nesta quarta-feira (8) pelo prefeito João Campos. 

“Estamos fazendo a nomeação de 56 agentes comunitários de combate às endemias. Foi um compromisso que firmamos para dar um reforço na equipe, nas vistorias das residências da nossa cidade e quero parabenizar cada um dos 56 novos profissionais de saúde da nossa cidade”, afirmou João Campos.

"A gente pede sempre a colaboração de você, que mora no Recife, para não deixar acumular água e lembrar que a responsabilidade de cuidar da cidade é também de todos nós. Vale lembrar ainda que temos um canal de denúncias pelo Conecta Recife para que algum foco de mosquito ou de acúmulo de água seja avisado. E com esse reforço da equipe a gente vai ter ainda mais capacidade de poder visitar as casas e fazer todo o controle de endemias na cidade”, reforçou o gestor.

De acordo com a Lei Complementar Federal nº 173/2020, as nomeações de profissionais aprovados em concursos só podem acontecer após vacância, ou seja, quando aqueles cargos estão vagos, como, por exemplo, por exoneração, aposentadoria ou falecimento. Por isso, neste momento, estão sendo nomeados 56 trabalhadores.

“Além de serem importantes no enfrentamento das arboviroses, esses profissionais também promovem a integração das ações de vigilância, desenvolvendo atividades de promoção à saúde e prevenção, atuando também de forma educativa nas comunidades”, explicou a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque.

Arboviroses

Arboviroses são consideradas doenças causadas por arbovírus, como dengue, zika, chikungunya e febre amarela. 

De janeiro até agora, os asaces da PCR realizaram mais de 1,5 milhão de visitas em imóveis do Recife, além de monitorarem mais de 11 mil pontos estratégicos. Os profissionais realizam ações relacionadas ao controle de roedores, escorpiões e vetores de doenças como arboviroses (dengue, chikungunya e zika), filariose e leishmaniose, bem como, a vigilância das zoonoses e a vigilância ambiental da água. 
 

Veja também

Náutico divulga protocolo para o torcedor que for ao jogo contra o CRB, na Arena
Náutico

Náutico divulga protocolo para o torcedor que for ao jogo contra o CRB, na Arena

Classificados definidos: veja como ficaram os grupos do quadrangular de acesso da Série C
Série C

Classificados definidos: veja como ficaram os grupos do quadrangular de acesso da Série C