A convenção, a carreata e a punição

A convenção do Partido Movimento Democrático Brasileiro de Cabrobó, que lançou a candidatura oficial do vereador Dim Saraiva, para prefeito e Antonio de Nestor (Solidariedade), para vice, no último dia 16, rendeu desdobramentos na Justiça. O Ministério Público Eleitoral recebeu a denúncia de que durante o evento promovido pela legenda, teria ocorrido a concentração de pessoas para a realização de uma carreata em favor do candidato.

Com isso, a promotora de Justiça, Jamile Silveira Paes, entrou com ação solicitando a punição aos envolvidos, pela “organização de carreata em período anterior ao dia 27 de setembro, em ato de propaganda eleitoral antecipada, sujeitando os responsáveis à multa prevista no artigo 36, §3º, da Lei n. 9.504/97”, ressaltou.

A representante do MPE chegou a reunir prints de tela e áudios de redes sociais, para tentar provar que teria acontecido o risco de ter prejudicado a igualdade entre os candidatos e agremiações partidárias, e desrespeito das normas sanitárias para enfrentamento da Covid-19, em que proíbem a aglomeração de pessoas. 

No entanto, a Juíza da 77ª Zona Eleitoral, Thaís de Prá, negou a ação cautelar e pedido de tutela de urgência, afirmando que os arquivos anexados pelo MPE não foram suficientes para caracterizar propaganda eleitoral antecipada. Constatando que no pedido em análise verificou-se que havia apenas informação acerca da realização da convenção, não tendo pedido explícito de votos, não sendo possível prosseguir com processo com base em “meras suposições”.

Sobre os argumentos de que o pré-candidato e o seu partido, estariam desrespeitando as normas de enfrentamento à COVID-19, a magistrada reforçou que este assunto não diz respeito ao processo eleitoral. Ou seja, por mais que os adversários tentem usar esse argumento para impugnar a campanha do outro, não vai funcionar.

As promessas de campanha > O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), vem tentando cumprir suas promessas de campanha no apagar das luzes. Em 2012 ele prometeu a construção do Anel Viário, que visa interligar os bairros, Bom Jesus e Vila Bela. Faltando poucos meses para encerrar seu mandato, o prefeito decidiu reiniciar a obra.

Comemorou > O prefeito de Afrânio, Rafael Cavalcanti (PSB), comemorou os resultados do IDEB no município, que nos últimos três anos e meio já superaram todas as metas, inclusive de 2021. Para o prefeito e pré-candidato à reeleição, os resultados são fruto da dedicação e do comprometimento de todos os profissionais da educação.

O “baixo nível” > O pré-candidato a prefeito de Itapetim, Anderson Lopes (PTB) disse que vai “ensinar como fazer campanha”, de forma propositiva e sem ataques pessoais. Para ele, não existe mais espaço para a “velha política do baixo nível”. Anderson vai enfrentar o atual prefeito Adelmo Moura, do PSB,, que também é pré-candidato, ao lado de Zé de Liínha, na vice. 

Sem adversários > No interior de Pernambuco, três cidades terão apenas um candidato disputando as eleições de novembro. São elas: Alagoinha, no Agreste do Estado, em que Uilas Leal foi o único a se candidatar nas convenções, em Jupi, também no Agreste, apenas o atual prefeito Marcos Patriota (Democratas) realizou a convenção. E em Terezinha, no Agreste, o atual prefeito Matheus Martins (PSB) e o vice-prefeito Rogério Bezerra serão chapa única este ano.