Capellaro convoca Miguel para ajudar Lagoa Grande

Na cidade de Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, o prefeito reeleito Vilmar Capellaro (MDB), ainda voa em céu de brigadeiro após as eleições. Depois da expressiva vitória, com 79,25% dos votos, Capellaro ainda saiu com a maior votação entre seus aliados na Câmara de Vereadores Zeferino Nunes, podendo ter 10 integrantes na sua base aliada e apenas uma vereadora na oposição.

Proporcionalmente, em relação à quantidade de moradores e de eleitores, Capellaro foi o segundo prefeito mais votado no Sertão pernambucano, e já anda cobrando ajuda do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), para custear o Hospital de Lagoa Grande. Segundo ele, grande parte dos pacientes também pertence à região de Izacolândia, que pertence à Petrolina. Mas, pela proximidade, recorrem ao Hospital de Lagoa Grande. Com isso, “a demanda de atendimento está sempre acima do que é financiado pelo Sistema Único de Saúde”, afirma.

Capellaro agora se sente mais a vontade para fazer cobranças e novas promessas. “Nós recebemos cerca de R$ 500 mil para custeio do hospital e gastamos quase R$ 1,5 milhão. Temos uma cobertura de 100% na atenção básica com postos de saúde, mas hospital é um gargalo pela demanda não custeada”, declarou, afirmando que vai bater na porta da prefeitura de Petrolina para conseguir apoio.

O prefeito reeleito também aproveitou a situação confortável para fazer novas promessas aos lagoagrandenses, como novo pátio de feira, reformas e projetos para área irrigada. Sobre sua equipe de governo, Capellaro não demonstra que vai realizar uma “oxigenação”, a exemplo de alguns prefeitos do Sertão, que já anunciaram que pretendem mudar grande parte das suas equipes.  

Cobrança > A recuperação da rodovia que liga as cidades de Ipubi e Trindade foi motivo de cobrança ao Governo do Estado. Anos atrás o governador Paulo Câmara (PSB) prometeu o serviço, mas até o momento ficou apenas na promessa. De lá para cá, moradores da região fazem paliativos constantes, tapando por conta própria os buracos formados por cerca de 20 km de pista. 

As transições > Em Cabrobó, enquanto o prefeito Marcílio Cavalcanti (PMDB) assina portaria para designar nomes para compor a equipe de transição de mandatos, o prefeito eleito, Galego de Nanai (Avante), divulga os nomes de seus indicados para compor a equipe de transição. O atual gestor designou oito servidores municipais para integrar a equipe de transição, sendo eles de diferentes setores da administração pública do município.

Câmara feminina > Em Orocó, a Câmara de vereadores, que já foi presidida por três mulheres, entre elas a ex-primeira dama Vera e sua filha, Valkíria Amando (PP), que foi reeleita este ano para o terceiro mandato, foi renovada em 55,55%. Dos nove parlamentares, cinco serão estreantes na casa. Dessa soma, quatro são mulheres. Essa é a primeira vez em toda história política do município sertanejo que 44,44% dos membros da casa, serão mulheres. 

É penta > No município de Granito, o prefeito João Bosco Lacerda de Alencar (PT), foi eleito para seu quinto mandato. Na avaliação de João Bosco, para dar certo, o projeto político precisa ter base nas necessidades da população. Um mandato novo tem que vir acompanhado de novas ações, sem jamais perder o compromisso com a boa aplicação dos recursos públicos. 

Veja também

Acidente com ônibus de turismo deixa ao menos 14 mortos no Paraná
Acidente

Acidente com ônibus deixa ao menos 14 mortos no Paraná

BNDES aprova financiamento de R$ 450 milhões para exportação de aviões
Economia

BNDES aprova financiamento de R$ 450 milhões para exportação de aviões