Falta de Tony Gel e Jose Queiroz na majoritária desanima a tropa

Em Caruaru ainda repercute as desistências das candidaturas para prefeito de Zé de Queiroz do PDT e de Tony Gel do MDB. As oposições teriam mostrando sinais de arrefecimento, pois achavam que a falta das duas lideranças facilitaria o caminho da prefeita que montou uma ampla frente de partidos que apoiam sua candidatura. Muitos já projetam inclusive, que no caso de Raquel sair vitoriosa, ela deverá começar a construir seu caminho no Estado.    

A oposição na cidade até agora não demonstrou um risco real. Acabou entrado na disputa nos últimos minutos com a candidatura do vereador Marcelo Gomes (PSB), filho do ex-vice-governador Jorge Gomes e da ex-deputada Lara Gomes. Na chapa, a vice escolhida foi Ailza Trajano, do PCdoB, escolha defendida por José Queiroz e Tony Gel, ambos, ex-prefeitos da Capital do Forró.

A falta dos nomes expressivos de Tony Gel e Jose Queiroz, na majoritária não agradou o exército que reclamou da falta de competitividade nas eleições. Tem gente migrando para a chapa formada pelo delegado Erick Lessa (PP) e seu pré-candidato à vice Manoel Santos (PSL).

A cidade ainda conta com os palanques formados por Marcelo Rodrigues (PT) e Ingrid Marcell (PT); Raffiê Dellon (PSD) e Roberta Antunes (PSD) e Rafael Wanderley (UP) e Valéria Pires (UP). 

Rejeição mantida > O Tribunal de Contas do Estado não aceitou o pedido de recursos das contas do ex-prefeito de Custódia, Luiz Carlos Gaudêncio de Queiroz, relativas ao exercício financeiro de 2015, e manteve a decisão da primeira Câmara, aplicando débito e multa individual no valor de R$ 109.949,84.

Perda do cargo > Em Lagoa dos Gatos, o vereador Tarcísio Oliveira Monteiro, teve seus direitos políticos suspensos em decorrência de condenação definitiva ocorrida em novembro de 2019. Devido isso, o Ministério Público de Pernambuco recomendou ao presidente da Câmara de Vereadores, Elizeu Maia, e aos demais integrantes que declarem a perda do mandato do parlamentar. O não cumprimento poderá acarretar ação civil pública de improbidade administrativa.

Sem descanso > Em Serra Talhada o embate envolvendo a cobrança do MPF para a Justiça Federal punir o ex-prefeito Carlos Evandro por improbidade administrativa acabou envolvendo o ex-prefeito Geni Pereira, falecido em 2018. O vereador Gilson Pereira, que é irmão do ex-prefeito, disse que “de fato, Geni entregou pepinos administrativos para Carlos”. No entanto, a família não aprovou a fala do parlamentar.  

Plano de Convivência > As cidades de Arcoverde, Salgueiro, Petrolina, Serra Talhada e Garanhuns avançaram para a 8° fase do Plano de Convivência com a Covid-19, ficando igual à região metropolitana do Recife. Já as cidades de Ouricuri e Afogados da Ingazeira poderão avançar para a 7° Etapa. 

Vai continuar > O prefeito interino de Agrestina, Adilson Tavares, que saiu da presidência da Câmara de Vereadores, para assumir o cargo, reuniu todos os secretários municipais para tratar das obrigações administrativas e demais serviços do município. Segundo ele, “todas as obrigações vão continuar, fornecedores, pagamento de servidores e demais serviços à população. Não se preocupem!”, disse.