Fome mostra sua face mais dura em Pernambuco

Um tempo duro, nefasto e que parecia que tinha ficado para trás, começa a assombrar em todo o interior de Pernambuco: A Fome. Não tínhamos notícia de gente sem ter o que comer há um tempo. Sobravam críticas a saúde, estradas, falta de água, entre outros, mas falta de comida, não se ouvia falar.

Em Arcoverde, no Sertão do Moxotó, pessoas fizeram fila no bairro São Cristóvão, um dos maiores da cidade, em frente à um açougue, que prometeu distribuir comida para famílias mais carentes. A fila foi enorme.

A política não perdoou e os adversários bateram duro no atual prefeito Wellington da LW (MDB). “Mostra que nossa cidade está sem governo. Só se governa para ricos em Arcoverde, enquanto pobres precisam ficar esperando osso para se alimentar dignamente”, cobrou o Partido dos Trabalhadores em nota divulgada na imprensa.

Mas se engana quem pensa que isso é caso isolado em Arcoverde, por todo o interior se registram cenas de desespero, onde até nas áreas urbanas das cidades tem gente queimando lenha para cozinhar.

Um quarto da população brasileira, 52,7 milhões de pessoas, vive em situação de pobreza ou extrema pobreza no país onde o Nordeste sofre mais. Pelos sertões de Pernambuco o sofrimento avassalador já oferece sua face mais dura, e todos os dias a situação piora e o sertanejo embarca no novo em dias de novas dores.

Mas dos gabinetes refrigerados e dos carros de luxo, não é possível assistir as tristes cenas ou ouvir os lamentos dos tristes ais.

Empossado
Tomou posse na última sexta-feira (22), como presidente da União dos Vereadores Militares de Pernambuco (UVM), para o biênio 2021/22, o Cabo Cardoso (PP). A entidade tem o objetivo de debater pautas que envolvam bombeiros e policiais militares, fortalecendo as categorias, a UVM também vai atuar fiscalizando e denunciando as condições de trabalho dos militares em todo o estado. Um dos temas discutidos durante a posse do primeiro conselho foi o atual sistema, que prevê reserva remunerada para policiais e bombeiros militares que deixam suas funções para exercer mandatos eletivos.

Para catadores
A Prefeitura de Calumbi acolheu as famílias que sobreviviam direto da renda do lixão que foi desativado no município. O prefeito Erivaldo José de Lima (Avante), o Joelson, entregou pessoalmente R$ 500 para cada catador. O auxílio será pago durante cinco meses, para as 5 famílias de catadores de recicláveis. A medida da prefeitura atendeu a uma exigência da Legislação Federal, a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O sino roubado
A violência e a insegurança continuam rondando o interior do Estado. O administrador da Área Pastoral Nossa Senhora da Salette, padre José Adjaclécio, denunciou que bandidos levaram um sino que ficava a 15 metros de altura e alguns equipamentos do sistema de som da Igreja Nossa Senhora das Graças, localizada no Assentamento Normandia, na zona rural do Município. Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia Civil, que irá investigar o caso.

Veja também

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021Revista Digital FMOTORS

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o FlamengoSport

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o Flamengo