Marília não baixa a guarda e luta por candidatura do PT

Enquanto o ex-deputado estadual Odacy Amorim (PT) defende o nome de Luciano Duque (PT) para a vice na chapa do PSB, a deputada federal Marília Arraes continua gritando, onde possa ser ouvida, que continua candidatíssima a ocupar o Palácio do Campo das Princesas.

Em entrevista a uma rádio de Caruaru, a petista voltou a defender o projeto com o PT na cabeça de chapa e revelou que continua falando com o ex-presidente Luiz Inácio Lua da Silva (PT) batendo na tecla.

“A nossa vontade é disputar o Governo de Pernambuco. Não simplesmente para eu entrar na disputa, para Marília disputar o governo, mas porque o PT tem capital político, tem o presidente Lula, tem condições de fazer uma grande campanha em nosso Estado. Podemos fazer isso e podemos ajudar muito a campanha do presidente Lula em 22”.

Marília tem consciência do tamanho do projeto presidencial de Lula e sabe que apoio de partidos aliados será fundamental para o sucesso da caminhada: “O que eu defendo, o que eu quero é que a gente caminhe com nossas próprias pernas. Mas tenho consciência que precisamos fazer articulação com as diversas outras forças políticas do Estado, da mesma maneira que o presidente Lula tem feito no país. Ele tem conversado bastante. Eu também sou uma pessoa do diálogo e eu acho que esse diálogo é importante. Defendo que aconteça o diálogo e defendo que o presidente Lula continue dialogando”, afirmou ela.

Ilegal

O TCE-PE julgou ilegais 2.320 processos de admissão de pessoal pela prefeitura de Custódia nos anos de 2019 e 2020. As admissões nomeadas pelo prefeito Emmanuel Fernandes de Freitas Gois foram contratações temporárias para diversos cargos, em sua maioria profissionais da saúde e educação. O relatório de auditoria ressaltou que a insuficiência de pessoal no quadro aconteceu porque a prefeitura não fez concurso.

“Ela não é anta”

Em Petrolina o vereador Wenderson Batista (DEM) se envolveu em mais uma polêmica. Durante discurso, ele se referiu à ex-presidente Dilma Rousseff (PT) como “anta”, expressão utilizada para desqualificar a capacidade intelectual de uma pessoa. Em resposta o vereador Gilmar Santos (PT) repreendeu a postura do colega, cobrando que o debate tenha o foco na gestão de Dilma, evitando ofensas pessoais. “Eu quero pedir muito ao vereador Wenderson. Eu já reforço sobre a importância da gente se comunicar sem reforçar determinados preconceitos. O vereador Wenderson vai fazer uma crítica e quer criticar a gestão da presidenta Dilma. Critica, mas não precisa chamar a presidenta de anta”, defendeu. Wenderson rebateu afirmando que o petista “faz politicagem” em cima de questões como preconceito.

Comemoração sertaneja

Em Cabrobó, Sertão do São Francisco, os amigos celebraram a eleição do conterrâneo Ranilson Ramos como presidente do TCE-PE. Ele será o primeiro sertanejo a ocupar presidência do tribunal. O novo presidente já foi secretário de Agricultura e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (2010-2013), presidente da Agência Reguladora de Pernambuco (2007-2010), coordenador de Programas de Desenvolvimento Tecnológico do Ministério da Ciência e Tecnologia (2005), diretor comercial do Lafepe (2003-2004), deputado estadual (1987-1990; 1995-1998; 1999-2002) e vereador no município de Petrolina (1983-1986).

Veja também

Fim de 'La Casa de Papel', primeiro sucesso mundial da Netflix em língua não inglesaSéries

Fim de 'La Casa de Papel', primeiro sucesso mundial da Netflix em língua não inglesa

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguidodiminuição

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguido