Nepotismo: MP quer a família fora da gestão em Serra Talhada

Em Serra Talhada o comentário na cidade é sobre os parentes da prefeita que ficarão sem empregos. É que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) concluiu Inquérito Civil recomendando que a prefeita Márcia Conrado (PT), exonere, todos os seus parentes que ocupam cargos comissionados em sua gestão. O MP quer que todos esvaziem as gavetas em até de 15 dias. Entre os indicados estão todos ocupantes de cargos comissionados, funções de confiança e gratificadas, além de contratos temporários.

A decisão se estende aos cônjuges dos parentes da prefeita mesmo que não tenham oficialmente um casamento comprovado em cartório. O Ministério Público diz ainda que “deverão deixar o governo, todos que detenham relação de parentesco consanguíneo, em linha reta, ou lateral, ou por afinidade até o terceiro grau.

A recomendação não ficou só na prefeitura, vale ainda para Câmara de Vereadores. No documento de sete páginas, assinado pelo promotor de Justiça, Vandeci de Sousa Leite, fica claro que as exonerações devem ser feitas dentro do prazo, e a gestão se abstenha em fazer contratações futuras.

Vai pagar como? > O deputado federal Eduardo da Fonte (PP) protocolou uma emenda à Medida Provisória 1.039/21 instituindo o valor de R$ 600 para o auxílio emergencial e a ampliação do pagamento do benefício até dezembro deste ano. O parlamentar destacou que o atual valor proposto é menos da metade do que era pago e não atende ao mínimo necessário para as famílias brasileiras. Dudu só não informou de que fonte o governo vai tirar para aumentar o benefício.

Olhando pra trás > O senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho (MDB), líder do governo no Senado, disse que vê como positiva a ideia dos representantes dos Três Poderes se reunirem para debater os rumos da pandemia. O senador também criticou a pressão para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar omissão do governo na crise do coronavírus. "Não é momento de CPI! A CPI é um olhar para trás!"

Silvinho em alta rotação > O deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos) está comemorando sua escolha como relator do projeto que permite que as usinas possam vender etanol diretamente aos postos de combustíveis e reduzir o valor repassado ao consumidor. Mas ele não comemora apenas isso: Silvinho tem andado muito e filiado novos quadros ao seu partido. Ao programa Folha Política na Rádio Folha FM, admitiu que está correndo, mas acha que é cedo para o debate politico. “A hora de falar de 22 vai chegar, mas não é agora”, discursou.

O auxilio do prefeito > O prefeito de Cabrobó, Galego de Nanai (Avante), criou na cidade o ‘Auxílio Empreendedor’, que vai destinar um aporte de R$ 200 mil reais, diretamente para os empreendedores que estão sendo pelo lockdown durante a pandemia da Covid. O prefeito quer garantir mais renda girando na cidade.

Exonerou o marido > Em Cedro, a prefeita, Marly Quental (MDB), exonerou o seu próprio esposo, secretário de Administração e Planejamento, Neguinho de Zé Arlindo. Neguinho foi condenado por improbidade administrativa e teve os seus direitos políticos suspensos por um período de três anos e ficou proibido de ter qualquer vínculo com a administração pública.

Veja também

Estreia em Manaus e confronto inédito; o que espera o Santa na sequência inicial da Série C
Santa Cruz

Estreia em Manaus e confronto inédito; o que espera o Santa na sequência inicial da Série C

Bolsonaro nomeia ex-diretor da PF para cargo na embaixada do Brasil em Washington
Política

Bolsonaro nomeia ex-diretor da PF para cargo na embaixada do Brasil em Washington