O pai sai, entra o filho e segue a eleição

Em Ouricuri, no Sertão pernambucano, a coligação “Juntos Somos Mais Fortes” do candidato a prefeito Botinha Coelho, do Solidariedade, precisou colocar um plano B em ação, depois que ele perdeu o recurso que buscava reverter na Justiça o indeferimento do registro de sua candidatura no Tribunal Regional Eleitoral. Para continuar na disputa, a coligação lançou o nome do filho dele, Francisco Victor Júnior Ramos Coelho - o Victor de Botinha - também do Solidariedade, e manteve o petista, Assis Júnior, como candidato à vice-prefeito na chapa.

Para a Justiça, Botinha não reuniu as condições necessárias para a aprovação do registro de candidatura. E deu destaque para o fato dele ser cunhado do atual prefeito e candidato à reeleição, Ricardo Ramos do PSDB, e isso ser fator decisivo para a não aprovação, já que há um impedimento presente na legislação eleitoral, no parágrafo 7º do artigo 14 da Constituição Federal, em que parentes dos chefes do executivo tornam-se inelegíveis para concorrerem a eleições na mesma jurisdição.

No entanto, muita gente na cidade discorda que a relação civil de parentesco, como ser cunhado do prefeito, configure um fator de inelegibilidade do empresário. Sendo assim, seu filho, Victor de Botinha, foi o escolhido para representar o projeto político de seu pai e levar a candidatura para o dia da votação. 

Mas nem tudo está definido. Victor ainda aguarda a aprovação da sua solicitação de registro de candidatura na Justiça Eleitoral. Se der tudo certo, a população terá que decidir entre ele, Júlio Macedo (PSTU), Pedro do Pipa (PDT) e Ricardo Ramos (PSDB). 

Garimpo ilegal > Em Serrita, três policiais militares e o vice-prefeito, Tadeu Sá (PT), foram presos durante a operação Frígia, da Polícia Federal, que foi deflagrada nessa terça-feira (27), com o objetivo de combater uma organização criminosa que atuava com garimpo ilegal no Sertão do Estado. Além dos três PMs, um policial federal foi afastado das funções. As penas dos crimes ultrapassam os 20 anos de reclusão, além de multa.

Proibido > Em Santa Maria da Boa Vista, a Justiça Eleitoral acatou um pedido do Ministério Público Eleitoral de Pernambuco, e aprovou a “Tutela Inibitória de Urgência”, e fixou multa de 20 mil reais para os candidatos, partidos e coligações que não se adequarem as orientações de prevenção contra a Covid-19. Eles devem limitar o número máximo de 100 pessoas nos atos políticos

Teve reação > Em Santa Filomena, o candidato a prefeito, Gildevan Melo (PSD), comemora vitória na Justiça, contra ação de impugnação solicitada pelo seu opositor Cleomatson (PSB). Com isso, seus apoiadores saíram às ruas, para manifestar o sentimento de alegria com a decisão, depois do candidato já ter enfrentado várias investidas de tirá-lo da disputa.

As quentinhas > Repercute em Arcoverde, um contrato da prefeitura, feito pela secretária de Saúde, Andréia Britto, filha da prefeita Madalena Britto (PSB), para o fornecimento de 22.000 marmitas. Na Câmara, alguns parlamentares acusam a prefeita de “possíveis irregularidades na licitação”.

Veja também

Petrobras reduz em 27% investimentos para os próximos 5 anos
petrobras

Petrobras reduz em 27% investimentos para os próximos 5 anos

Governo lança nova cartilha de informações financeiras para refugiados
Economia

Governo lança nova cartilha de informações financeiras para refugiados