Oposição em ritmo de colisão em Lagoa Grande

Em Lagoa Grande, Sertão do São Francisco, o jogo deixou de ser brincadeira e começou a ficar “na vera”, como se fala na região. De um lado tem o prefeito e pré-candidato a reeleição Vilmar Capellaro (MDB), que sofre com as críticas da comunidade por não ter conseguido entregar nenhuma obra durante sua gestão. Apesar disso, vinha navegando tranquilo sem a pressão da oposição, até agora.

Em outra ponta, o vice, Ítalo de Vilma, amigo de primeira hora de Vilmar, mas que decidiu se rebelar e foi para aposição tentar bancar sua candidatura. Na terceira via, o jovem Henrique Diniz, filho da ex-secretária de saúde Aparecida Diniz. Economista que saiu para estudar e voltou para a cidade com o sonho de construir uma cidade com mais oportunidades.

Com ghrande musculatura de apoio, Henrique conta a força do grupo político do senador Fernando Bezerra Coelho. Jà Ítalo corre pelo Solidariedade e tem do lado vereadores opocionistas. Mas seu projeto parece que está “fazendo água”, uma vez que já existem rumores de que ele pode ser substituído pelo vereador Nena Gato, que poderia ser uma melhor alternativa para disputar com Henrique o protagonismo da oposição. Enquanto Vilmar mantém o apoio do ex-prefeito Jorge Garziera.

Ainda há expectativa de que o grupo de Ítalo e o de Henrique se unam, mas quem fica na cabeça e quem vai de vice, é a guerra que se trava por lá.

 

União indesejada > Serra Talhada esta fervendo e o pré-candidato a prefeito Vitor Oliveira (PL), pode ter sua caminhada política afetada após constatar a união de lideranças estaduais do seu partido se unindo com antigos rivais.

Definido > Em Tabira o Partido dos Trabalhadores bateu o martelo sobre o nome do advogado Flávio Marques para disputar a prefeitura nas urnas em outubro. A decisão aconteceu após muita especulação. De acordo com o partido, Flávio é o nome que saiu na frente nas pesquisas. E já suspeitas de que seu vice será o ex-vereador Zé de Bira (PSB).

Marketing duvidoso > Em Afogados da Ingazeira o Coronavírus foi usado como slogan de campanha para anunciar os candidatos da oposição: o empresário Luciano Moreira e o vereador Admilson Veras, como vice. Nas redes o partido Podemos foi associado ao momento atual: “Luciano Moreira e Admilson, contra a Covid-19, juntos PODEMOS mais”.

Tática agressiva > O candidato a prefeito pelo Psol em Petrolina, Dr. Marcos Heridijânio vem usando posturas agressivas e discursos ácidos para atacar seus opositores durante a sua pré-campanha. No último vídeo postado nas redes, o candidato chama os eleitores e defensores do presidente de “vermes” e deposita a culpa das mortes por Coronavírus no governo. Sem contar os ataques aos Ministros do Supremo.

Despesas em alerta > O Tribunal de Contas do Estado juntamente com o Ministério Público de Contas alertam sobre a proibição de aumentos, bonificações, reajustes e todo tipo de vantagem financeira durante a pandemia, com exceção apenas para professores e profissionais que estão lidando diretamente no enfrentamento da crise.

Teto de vidro > A prefeitura de Araripina rebateu as acusações do ex-prefeito Alexandre Arraes, que dizia haver fraude nas compras de máscaras da prefeitura. A gestão garantiu não existir nenhuma irregularidade e relembrou as contas rejeitadas do ex-prefeito e a investigação de desvio de dinheiro na operação Paradise da PF.

Veja também

Aos 81 anos, Mãe Celeste morre vítima da Covid-19 no Recife
Luto

Aos 81 anos, Mãe Celeste morre vítima da Covid-19 no Recife

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano
VEÍCULOS

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano