Simão Durando, um vice literalmente de casa

A espera acabou. O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), deu fim ao suspense e definiu o nome do seu escolhido para compor sua chapa de reeleição, na função de vice. Ele anunciou nessa segunda (14) o ex-secretário de governo e agricultura, Simão Durando, alguém de sua absoluta confiança, durante coletiva de imprensa, em seu escritório político em Petrolina.

Simão é filho do ex-prefeito de Petrolina, Simão Amorim Durando, que foi um político e professor de prestígio. Também é irmão do ex-vereador César Durando, que está tentando voltar à Câmara. Jeitoso e muito bem articulado, foi assessor do deputado federal Fernando Filho (DEM), que é irmão de Miguel, e foi indicado pelo grupo Coelho para ser gestor do Sest Senat por um período.

Com isso, Miguel não terá mais na chapa a atual vice-prefeita, Luska Portela, que foi indicada pelo ex-deputado federal Guilherme Coelho, e que teria reagido bem a decisão, estando inclusive ao lado do prefeito, do senador Fernando Bezerra (MDB), do deputado federal Fernando Filho (DEM) e o deputado estadual Antonio Coelho (DEM).

O que se comenta na maior cidade do Sertão, é que, Miguel colocando Simão, alguém do seio de sua casa, significa deixar uma pessoa comprometida com ele, em uma possibilidade de alçar novos voos, como candidato ao Palácio das Princesas nas próximas eleições. Mas por enquanto, são apenas especulações.

Oposição unida > Em Araripina a deputada Roberta Arraes (PP), esteve presente na convenção que oficializou a candidatura de Tião do Gesso para prefeito e Aluízio Coelho, para vice, selando a união dos três grupos de oposição na cidade, contra o prefeito Raimundo Pimentel (PSL) q vai concorrer à reeleição ao lado do vereador Evilásio Mateus (DEM).

Mesma chapa > Durante a convenção do PSB em Iguaracy, os governistas decidiram repetir a chapa formada por Zeinha (prefeito) e Pedro Alves (vice-prefeito). Antes disso, o PT oficializou a candidatura de seis postulantes ao legislativo e o PSD também realizou sua convenção com dois candidatos a vereador. Restando apenas a convenção do PROS nesta quarta (16).

Deu confusão > Em Tuparetama, a convenção do PSD, PDT e PSB, que homologou a candidatura do ex-prefeito Dêva Pessoa para prefeito e Moisés Freitas para vice terminou em confusão. No início da manhã começou um incêndio da cidade, destruindo parte da vegetação. Alguns moradores culparam os fogos de artifício do evento. No final, a polícia precisou intervir para evitar uma carreata.   

De candidato para vice > O radialista Vinícius de Santana (PCdoB), que até então era pré-candidato a prefeito de Petrolina, anunciou que abriu mão da candidatura para ser o vice na chapa encabeçada pelo ex-deputado estadual Odacy Amorim (PT). Apesar da noticia fresquinha essa era a decisão que toda a cidade esperava que aconteceria. O PCdoB sempre fo linha auxiliar do PT em Petrolina.