Times formados à espera do início do jogo

Em Petrolina, no Sertão do São Francisco, a corrida eleitoral agora é pra valer. Com o fim do período das convenções partidárias, cinco candidaturas foram homologadas e agora seguem para o registro oficial na Justiça Eleitoral. Após desistências e várias articulações políticas, os cinco candidatos que vão disputar a prefeitura no dia 15 de novembro são: Dr. Marcos Heridijânio (PSOL), Gabriel Menezes (PSL), Miguel Coelho (MDB), Odacy Amorim (PT), Júlio Lóssio Filho (PSD).

Depois de muita indefinição e muitas especulações, todos os postulantes a prefeito já anunciaram seus candidatos à vice. O PSL de Gabriel Menezes decidiu apresentar uma chapa puro sangue, com o nome do líder comunitário e comerciante Messias Rodrigues. O ex-deputado Odacy Amorim do PT, compôs chapa com o radialista Vinícius de Santana do PCdoB. Júlio Lossio Filho que manteve o nome do vice em segredo, anunciou a ex-secretária de Meio Ambiente, do governo do seu pai, Denise Lima na sua chapa.  

O Psol que foi um dos primeiros partidos a anunciar quem iria concorrer a prefeito, foi o último a definir o nome do candidato à vice. O médico Marcos Heridijânio vai para as eleições ao lado do estudante Bruno Abreu de Melo. As quatro chapas confirmadas nas convenções vão tentar impedir a reeleição do atual prefeito Miguel Coelho, que apostou no nome do ex-secretário de Governo e Agricultura da sua gestão, Simão Durando do DEM para compor como vice. 

Os cinco palanques eleitorais têm até o dia 26 de setembro para registrarem as chapas majoritárias e proporcionais junto a Justiça Eleitoral, e a partir do dia 27 todos os candidatos estarão liberados pela Justiça para correr trecho em busca de voto, explicitamente, inclusive na internet.

Quer a condenação > O Ministério Público Federal em Serra Talhada, solicitou à Justiça Federal o cumprimento da sentença que condenou o ex-prefeito do município Carlos Evandro (Avante) por improbidade administrativa. De acordo com a denúncia, ele cometeu irregularidades na gestão de verba federal, que resultaram em enriquecimento ilícito, dano ao patrimônio público e ofensa aos princípios da administração pública. O caso é de responsabilidade do procurador da República André Estima.

Atacou > Em São José do Egito a convenção do Progressistas, da chapa composta por Romério Guimarães para prefeito e Antônio Andrade para vice rendeu acusações e críticas ao atual prefeito Evandro Perazzo Valadares (PSB). Romério disse esperar que a gestão gaste mesmo, pois “logo que assumir fará uso para pagar o direito dos professores e aos servidores contratados que o gestor atual não fez”.

O apoio do PROS > O Partido Republicano da Ordem Social (PROS), decidiu apoiar a pré-candidatura do atual prefeito e candidato a reeleição de Zeinha Torres e Pedro Alves, ambos do PSB, por acreditar no seu projeto de governo. A expectativa é conseguir eleger alguns representantes para estabelecer uma bancada no Legislativo municipal, já que o Partido não tem nenhum vereador atuando no município. 

Contrariou > A prefeita de Passira, Rênya Carla (PP) decidiu contrariar a decisão do Tribunal de Contas do Estado, que proibiu a realização do Concurso Público agendado para os dias 11 e 12 de outubro, por conta da pandemia. Mesmo assim, a prefeita manteve o concurso, que vai acontecer faltando um mês para as eleições.