Um a menos e mais três no páreo

Não teve jeito. Em Tupanatinga, no Agreste pernambucano, a disputa eleitoral deste ano vai para a votação de novembro com um candidato a menos. É que o registro da candidatura do ex-prefeito do município, Manoel Tomé, do PSB, foi negado pela Justiça Eleitoral. De acordo com a decisão, o pedido foi indeferido com base na Lei da Ficha Limpa, além de outros processos em seu nome, que investigam supostos crimes praticados enquanto exerceu o cargo de gestor nos anos de 2009 e 2016, como gasto ilícito de recursos e abuso de poder.

Tomé chegou a ser considerado um dos nomes mais fortes para a disputa de novembro, e teve até muita comemoração na cidade quando ele conseguiu a manutenção da sua pré-candidatura, confirmada pela Câmara de Vereadores, que anulou os efeitos do Decreto que havia reprovado as contas de 2012 do ex-gestor. Segundo as pesquisas internas, a pré-candidatura do ex-prefeito aparecia com vantagem em relação aos opositores. Ele era o candidato a ser batido.

Apesar de ter entrado com recursos e pedidos de liminar contra a definição da Justiça, Tomé não conseguiu reverter a decisão. O último dia 26 de outubro foi o prazo limite para o julgamento dos registros de candidatura e também para solicitar a substituição do candidato, para manter a disputa no pleito deste ano. 

No entanto, após ter perdido o prazo, restam oficializados e deferidos três candidatos a prefeito de Tupanatinga. São eles: o atual gestor Silvio Roque (PP), que disputa à reeleição, o agricultor Davi Vicente (PCdoB) e o Dr. Diego Minervino (MDB), que é filho da vereadora Gilsa Minervino.

Aprovou > O candidato a prefeito de Parnamirim, Nininho do PSB, conseguiu a aprovação do seu registro de candidatura pela Justiça Eleitoral. Segundo ele, foi alvo de uma ação de impugnação pelos opositores, na coligação de Múcio Angelim, seu principal adversário. O juiz eleitoral acatou e aprovou a candidatura do socialista, negando o pedido de impugnação.

O compromisso > Em Bodocó, o presidente da Câmara de Vereadores, Francisco Luiz Martins, e a assessora jurídica da Câmara, Tânia Pascoal Carvalho, firmaram Termo de Ajustamento de Conduta perante o Ministério Público de Pernambuco, assumindo o compromisso de adequar o Portal da Transparência da Casa Legislativa do município em um prazo de 30 dias. Com informações disponibilizadas de modo claro e de fácil acesso ao cidadão.

Alfinetadas > Os candidatos à prefeitura de Dormentes se enfrentaram em um debate na rádio Grande Rio FM de Petrolina, e trocaram farpas durante o programa. Os postulantes, Roniere Reis (Patriota) e Josimara Cavalcanti (PSB), apresentaram suas propostas e confrontaram os planos de governo. Apesar das alfinetadas e críticas um ao outro, nas redes sociais a mensagem era de, “vencemos o debate”, de ambos os lados.

Manchetão> Para o candidato a prefeito de Petrolina, Deomiro Santos, do Partido Verde, tem sido difícil manter um nome na disputa pelo cargo de vice na sua chapa. Ele apresentou, o terceiro após a desistência dos dois primeiros. Trata-se de Valdemir da Silva Santos, o Manchetão, que tem 60 anos e é fotógrafo. A assessoria do candidato informou que ele aceitou o convite imediatamente.

Veja também

TSE faz testes preparatórios para segundo turno das eleições
eleições

TSE faz testes preparatórios para segundo turno das eleições

Bárbara Paz retrata em 'Babenco' o artista e o homem na intimidade
cinema

Bárbara Paz retrata em 'Babenco' o artista e o homem na intimidade