Relacionamento amoroso é permitido nas empresas?

A cultura organizacional da empresa é um dos fatores que influenciam na decisão.

Leia Também

• Cumprir horário de trabalho ou entregar resultados, o que vale mais? Saiba a diferença

• Recrutamento de pessoas: como não errar na contratação

• Reuniões periódicas podem ser produtivas

 

 

O que leva os gestores a aceitar ou reprovar relacionamentos amorosos dentro da organização? Qual é a regra para permitir ou proibir?

Em muitas empresas, a questão do relacionamento amoroso entre colegas de trabalho ainda é um tabu. Algumas delas, por receio de que a relação impacte nos resultados ou aumentem os conflitos, desencorajam explicitamente esse tipo de relação em suas normas internas. Mas será que esta é realmente a melhor forma de lidar com a situação?  Portanto, quando surgir um relacionamento, é importante conhecer as normas e a política da empresa.

Este é um tema polêmico e ainda existem muitas organizações que não têm uma política definida, nem querem discutir sobre o assunto. Porém, sabemos que o relacionamento entre profissionais que convivem diariamente e desenvolvem afinidades é algo muito possível de acontecer e difícil de controlar. Por isso, a recomendação é que existam regras claras com relação à conduta que é esperada –profissionalismo é fundamental.

Além disso, é essencial que seja mantido um canal aberto de comunicação. Ao surgir um relacionamento entre colegas de trabalho, cabe ao gestor imediato conversar abertamente sobre os cuidados que eles devem ter com a postura profissional. 

Confira o vídeo de Georgina Santos, consultora empresarial e sócia da TGI Consultoria, sobre o tema.

Veja também

Bairrismo: rapper pernambucano Mago de Tarso lança música com referência a Flávio José
música

Bairrismo: rapper pernambucano Mago de Tarso lança música com referência a Flávio José

Biden diz que os EUA iniciarão lançamentos aéreos de ajuda humanitária sobre Gaza
Gaza

Biden diz que os EUA iniciarão lançamentos aéreos de ajuda humanitária sobre Gaza