Carro parado é prejuízo

Com o período de férias chegando, algumas pessoas resolvem viajar e deixar o carro em casa

Oficina - Pexels

“Carro foi feito para ser usado frequentemente. Parado ele degrada mais do que andando”, ensina o docente automotivo do Senai-PE, Anderson César Lira. Com o período da alta temporada já chegando, algumas pessoas resolvem viajar e deixar o carro em casa. Os últimos meses do ano e os primeiros do ano seguinte, são muito disputados para quem busca um local para passar as férias. Mas e o seu carro que ficou em casa, quais os cuidados para um automóvel que fica 15 ou até 30 dias parado?

Existem dois principais pontos fundamentais: conservação e funcionamento do veículo. “De preferência, o carro deve ficar na sombra, que não seja sob uma árvore, pois o material orgânico que cai dela, pode danificar as palhetas do limpador de parabrisa e até a pintura do automóvel”, explica Lira. 

Outra dica é calibrar os pneus no máximo recomendado pela fabricante, que você encontra no manual ou em algum adesivo na porta ou tampa de combustível. Com relação ao combustível, o especialista do Senai-PE orienta o proprietário a deixar o carro em casa com o tanque cheio.
 

“Isso vai evitar a evaporação intensa do combustível. Outra questão é avaliar o quanto você vai usar o carro após retornar. Se ao retornar ele for continuar parado ou não ser usado como deveria, o combustível ficará velho e contaminado”, detalha. Desta forma o dono do automóvel pode ter prejuízos com um combustível contaminado girando no motor. 

Um conselho de Lira é pedir ajuda a um amigo, vizinho que possa ligar o carro pelo menos uma vez por semana durante cinco a dez minutos. “O carro precisa dos fluidos circulando e que haja recarga da bateria”, acrescenta.

Do lado de dentro do veículo, lembre-se de fechar a passagem do ar condicionado e deixar no modo para circulação dentro do veículo. Assim, você evita que entre poeira ou mau cheiro para a cabine do automóvel. Manter os vidros fechados também é importante. Em caso de chuva poderá molhar a parte interna do veículo e danificar componentes elétricos e tecido dos bancos. 

Veja também

UFPE adia aulas presenciais para fevereiroEducação

UFPE adia aulas presenciais para fevereiro

Moraes, do STF, manda Roberto Jefferson para prisão domiciliarPolítica

Moraes, do STF, manda Roberto Jefferson para prisão domiciliar