Ram faz corrida de 24h em SP e apresenta linha nacional Rampage 2024, fabricada em Pernambuco

Picape, que tem 6 versões, é fabricada no Polo Automotivo de Goiana

Largada do circuito Rampage 24h - Divulgação/Ram

São Paulo - Um dos maiores testes drives em uma picape foi realizado na última sexta (24), no Circuito Panamericano (pista da Pirelli), na cidade de Elias Fausto, no interior de São Paulo. A Rampage 24h começou às 15h da sexta e terminou às 15h do sábado (25) e teve a chancela da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).

Na ocasião, também foi apresentada a linha 2024 da Ram Rampage, que é fabricada no Polo Automitivo Stellantis Goiana, na Zona da Mata Norte pernambucana. O carro pode ser encontrado nas 123 concessionárias do Brasil.

Segundo Juliano Machado, vice-presidente da marca na América do Sul, o share da Ram cresceu de 2,7%, em 2022, para 6,2% este ano, confirmando a aceitação da Rampage no mercado brasileiro.

"O objetivo em 2019, quando começamos a importar a Ram dos Estados Unidos para o País, era vender cerca de 500 unidades e nos surpreendemos quando 1500 vendas foram consolidadas. Com a Rampage nacional, já chegamos quase a 3 mil unidades emplacadas de agosto até o presente momento, sendo a terceira picape mais vendida do país", conta Juliano.

Rampage 24h.Rampage 24h. Divulgação/RAM

Rampage 24h
O Circuito Panamericano foi escolhido por o traçado contar com 3.400 metros de extensão e sua reta principal com 700 metros. Foi também o primeiro evento realizado no período noturno nesse circuito, o que aumentou o grau de dificuldade na condução das picapes e nos desafios logísticos que envolveram o recorde conquistado.

Para atingir este marco, foi necessária uma operação que envolveu mais de 200 pessoas, entre pilotos, técnicos, equipes de manutenção e profissionais de logística, além de parceiros da marca e jornalistas, que deram início à corrida.

Dentro da pista, quatro estações de trabalho funcionaram mais de 30 horas ininterruptas. Uma dedicada à equipe de cronometragem e auditagem da CBA, que validou os números da prova; uma segunda estação voltada à área de inspeção e manutenção das picapes, dedicada aos técnicos e mecânicos que checavam itens de desgaste e segurança, como pneus e freios; o terceiro site trocava os pneus; e, a última unidade de trabalho, monitorada por bombeiros, se dedicava ao abastecimento das unidades.

A versão escolhida para o feito foi a R/T, que, segundo a Ram, é a picape mais rápida e veloz produzida no Brasil, com 272 cv de potência e dona de marcos impressionantes de desempenho, como a aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 6,9 segundos, o melhor entre as picapes produzidas na América do Sul, e uma velocidade máxima de 220 km/h, a maior entre as picapes comercializadas oficialmente no Brasil.

Rampage R/T.

Rampage R/T. Divulgação/RAM

A prova, que teve duração exata de 24 horas, 1 minuto, 22 segundos e 507 milésimos (de acordo com os equipamentos certificadores da CBA), recebeu a bandeirada final do diretor de prova Sérgio Berti, representante da Confederação Brasileira de Automobilismo, validando essa grande ação da marca Ram e atestando a robustez do seu novo modelo.

Para a corrida, foram utilizadas quatro unidades da Rampage R/T, sendo que uma das unidades percorreu mais de 1.850 km. Somadas as distâncias das quatro Rampage que rodaram no Circuito Panamericano neste intervalo de 24 horas (um total de mais de 5 mil km) já seria o suficiente para traçar um paralelo de uso normal de um cliente de aproximadamente seis meses.

Com esses números, a Nova Rampage conquistou o recorde de maior tempo de rodagem em pista em 24 horas seguidas.

“A nova Rampage não para de sacudir o mercado e, desta vez, se consolidou como a primeira picape a rodar 24 horas consecutivas numa pista de velocidade. Ou seja, um dia completo que entregou uma experiência com o verdadeiro espírito da marca do carneiro, demonstrando toda a força, capacidade, tecnologia e luxo da nossa picape”, comemorou o vice-presidente da marca Juliano Machado.

 

Ram Rampage

Motor
A picape tem motor Hurricane 4, de 272 cv de potência e 400 Nm (40,8 kgfm) de torque gerados pelo propulsor 2 litros de quatro cilindros em linha a gasolina. O escapamento é duplo e o carro também conta com o modo esportivo.

O veículo traz a opção do consagrado Multijet tubodiesel de 16v, com 170 cv de potência e 380 Nm (38,8 kgfm) de torque. Além disso tem mapa de calibração, curva de pedal aprimorada e sistema de tratamento de poluentes.

São quatro cilindros em linha, com cilindrada de 1956 cm³. O Multijet está disponível nas configurações Rebel, Laramie e R/T.

Câmbio, desempenho e consumo
As cinco versões têm tração 4x4 e câmbio automático de 9 marchas. A versão R/T pode chegar a até 220 km/h, indo de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos. Nas demais, com o Hurricane 4, o desempenho é de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos e velocidade máxima de 210 km/h.

As versões com diesel contam com 4X4 auto com reduzida e Hill Descent Control (controle de descida em subidas é um sistema de assistência ao motorista que permite uma descida controlada em terrenos mais difíceis sem precisar a intervenção de freio do motorista).

O consumo a diesel é de 9,9 km/l na cidade e 12,4 km/l na estrada.

Ram Rampage Rebel
Ram Rampage Rebel - Divulgação/RAM

Design
A carroceria, composta por 86% de aços de alta e ultra-alta resistência, tem a plataforma Global Small Wide, fabricada também no Polo de Goiana.

O veículo tem 5.028 mm de comprimento, 1.886 mm de largura, 1.780 mm de altura, 2.994 mm de entre-eixos e 264 mm de vão livre entre os eixos.

A capacidade de carga é de 1.015 kg ou 980 l. A caçamba é revestida com iluminação interna em LED e tampa traseira amortecida e com abertura remota por meio de chave presencial.

Os faróis e lanternas são em full LED com comutação automática do farol alto, luz indicadora de direção dinâmica, projetor bi-função (alto e baixo) e farol de neblina com função cornering.

Os pneus são de raio 17 de uso misto.

Tecnologia e equipamentos
A Ram Rampage tem uma das maiores centrais multimídia entre as picapes médias e compactas: 12,3 polegadas. O quadro de instrumentos full digital de 10,3”

A navegação embarcada tem dois sistemas operacionais: Apple Car Play e Android Auto sem fio. Além disso, ainda conta com mapas de atualização over the air e conexão simultânea com até 2 smartphones.

Batizado de Ramcharger, o veículo tem carregamento por indução refrigerado para o celular não esquentar durante a recarga.  

O carro tem 6 entradas USB, sendo três do tipo C.

Rampage Laramie.

Rampage Laramie. Divulgação/RAM

Já a lista de equipamentos de segurança inclui sete airbags (com o de joelhos para motorista), freio a disco ventilados nas quatro rodas, sistema de monitoramento de ponto cego, controle de estabilidade, alerta de colisão frontal com frenagem autônama com detecção de pedestres, mitigação de rolagem da carroceria, comutação automática do farol alto e monitoramento da pressão dos pneus.

Partida remota, volante multifuncional e freio de estaciomento eletrônico com função automática (auto hold) são destaques.

O equipamento de som é o premium Harman Kardon.

A Rampage tem iluminação ambient light e bancos do motorista e do passageiro são elétricos, inclusive os traseiros.

Confira os detalhes e os preços de cada versão:

Rampage Rebel Turbo Diesel – R$ 244.790

Rampage Rebel Turbo Gasolina – R$ 254.790

Rampage Laramie Turbo Diesel – R$ 256.990 / Rampage Laramie Turbo Gasolina – R$ 265.990

Todo o conteúdo da versão Rebel Turbo Diesel mais:

– Revestimento interno de couro na cor Mountain Brown

– Para-choque traseiro cromado

– Rodas aro 18” diamantadas com pneus 235/60

– Acabamentos externos cromados

Rampage R/T Turbo Gasolina – R$ 277.490

Acrescenta:

– Revestimento interno de couro e suede com costuras Ruby Red

– Modo R/T

– Suspensão esportiva

– Escapamento duplo esportivo

– Rodas aro 19” em preto brilhante

– Teto preto brilhante

 

*A repórter viajou a convite da marca.

Veja também

BC continuará sempre perseguindo inflação de 3%, reitera diretor de Política Econômica
BRASIL

BC continuará sempre perseguindo inflação de 3%, reitera diretor de Política Econômica

EUA e UE preparam novas sanções contra Rússia, por guerra da Ucrânia e morte de Navalny
GUERRA CONTRA UCRÂNIA

EUA e UE preparam novas sanções contra Rússia, por guerra da Ucrânia e morte de Navalny