Testamos o novo Taos, SUV médio da Volkswagen que quer incomodar o líder Jeep Compass

Divulgação

A Volkswagen conseguiu o feito de vender em poucos minutos as 300 unidades disponíveis para a pré-venda do Taos. Os clientes adquiriram o SUV médio sem testá-lo ou ao menos vê-lo de perto. Sinal de confiança. O nosso contato com o modelo tinha sido apenas presencial, sem colocá-lo na pista. Agora que tivermos a chance de acelerar, podemos dizer se o Taos terá fôlego para enfrentar o Jeep Compass e o Corolla Cross. 

Momento de colocar o SUV na pista de provas da Goodyear em Americana, interior de São Paulo e comprovar se o Taos vai dar trabalho aos concorrentes seguimento e balançar a opinião pública.

Taos anda bem, tem pegada de Tiguan e não decepciona na estrada ou na cidade / Foto: Divulgação

No circuito controlado, colocamos a versão Highline no piso de paralelepípedos, em trechos molhados, e em curvas, onde o carro mostrou bom desempenho. O câmbio de seis marchas evolui bem com o conjunto mecânico. Quando exigido, o motor entrega a potência esperada e é ágil em acelerações e nas retomadas. Bem comportado para o porte. 

O ajuste da suspensão é preciso, na medida certa, sem ser dura ou perder a esportividade. As mulheres vão gostar disso. Na parte molhada da pista, o controle de tração e estabilidade funcionam a favor da segurança, sem sustos em curvas.

Foto: Divulgação

O Taos também mostrou muito conforto a bordo e prazer ao dirigir, pois entrega boa ergonomia, acústica e amplo espaço interno, com seus 4,46m de comprimento, 1,84m de largura, 1,62m de altura, entre-eixos de 2,68m e porta-malas de 498 litros, um dos maiores da categoria. A disputa no seguimento promete ser das boas.

Veja também

Hugo Calderano vence e vai para as quartas do tênis de mesa
Jogos Olímpicos

Hugo Calderano vence e vai para as quartas do tênis de mesa

Simone Biles deixa disputa por equipes na ginástica feminina
Olimpíadas

Simone Biles deixa disputa por equipes na ginástica feminina