Testamos: Volvo XC40 elétrico acelera como Porsche sem gastar um centavo de combustível

O FMotors testou durante uma semana o carro 100% elétrico e rodou cerca de 680 quilômetros em ciclos urbano e rodoviário

Volvo XC40 Recharge Pure Electric - Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

A Volvo lançou mundialmente o XC40 Recharge Pure Electric, seu primeiro carro 100% elétrico. Potência e muita segurança são os principais pontos de destaque desse SUV, que acelera próximo a um Porsche Macan S. O design de SUV abriga um motor P8 com 413 cv de potência e 63,7 kgfm de torque, que são jogados instantaneamente às rodas. O resultado é uma aceleração de 0-100 km/h em apenas 4,9 segundos. 

A sensação da patada é de que a vista vai afunilando conforme a aceleração do SUV vai subindo. A cabeça vai para trás, o corpo fica colocado no banco, o coração acelera e toda a força brutal do torque do XC40 é sentida. Sorrisão no rosto: é assim que ficam todas as pessoas que sentem na pele os 413 cv que empurram as quatro rodas do carro, que chega ao Brasil importado da Bélgica por R$ 399.950.  

Veja o vídeo completo:

Para frear esse SUV de mais de duas toneladas (2.184 kg), que tem aceleração de esportivo, não é preciso se preocupar, pois a Volvo é referência em cuidados com a segurança dos ocupantes. Nas rodas da frente, o XC40 Recharge conta com discos ventilados e, na traseira, os discos são sólidos. O conjunto permite uma frenagem eficiente mesmo em velocidades mais altas. 

O FMotors testou durante uma semana o carro 100% elétrico e rodou cerca de 680 quilômetros em ciclos urbano e rodoviário. Atrás do volante, sentado nos bancos com revestimento em microtech, que conta com ajustes elétricos, é possível viajar uma grande distância sem cansar. Afinal, o conforto será o sexto ocupante que você levará a bordo do SUV. Por onde passa, o Volvo XC40 Recharge atrai os olhares dos curiosos que tentam entender a falta da grade frontal. Como o automóvel é elétrico, não é preciso de grade frontal para o arrefecimento dos motores, afinal o veículo não tem motor a combustão. 

Carregamento das baterias 
Talvez este seja um dos pontos que geram mais curiosidade quando se fala dos carros elétricos. O princípio, no entanto, é bem fácil e não há nenhum grande mistério. O carro funciona como um smartphone que precisa de bateria. Quanto mais carga, mais autonomia (Quanto mais carga, mais tempo de uso - smartphone). 

Carregamento de veículo elétrico - Volvo XC40 Carregamento de baterias do Volvo XC40 | Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco 

A dificuldade, porém, é achar um dos poucos pontos para fazer a recarga das baterias na Região Metropolitana do Recife. A falta de infraestrutura ainda é um problema. Em viagens para o interior de Pernambuco, a programação deve ser ainda mais rigorosa com pausas planejadas para recarga. Caso o condutor queira viajar para o Sertão, por exemplo, será impossível ou um enorme desafio. Mesmo com autonomia média que passa dos 400 km, não há pontos de recarga nos interiores. Mesmo nas grandes metrópoles, são poucos pontos para recarga das baterias. 

Para fazer a primeira recarga das baterias, nos deslocamos cerca de 20 quilômetros até um ponto com recarga rápida, mas, devido a um alagamento, o equipamento estragou. Viagem perdida e, no painel, marcava 42% de bateria. O outro ponto ficava distante 60 quilômetros. Resolvemos não arriscar desta vez, pois, ao retornar, iria sobrar pouco mais de 10% de bateria. Um ponto de recarga com velocidade média que estava mais próximo, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife, foi suficiente. Chegamos com 38% de bateria. Em 2h de carga, a bateria saltou para 66%. 

No geral, a autonomia depende muito da forma de condução. É como um carro com motor a combustão. Quanto mais pisar, maior o consumo.  
 

Segurança
Voltando ao assunto segurança, o elétrico conta com diversos recursos de segurança, como câmera 360 graus, que são de extrema utilidade. Afinal, ninguém quer arranhar ou colidir um carro de quase R$ 400 mil em uma manobra. Além disso, o alerta de tráfego cruzado (CTA), com frenagem automática, evita colisões em saídas e entradas de vagas de estacionamento. 

O City Safety reconhece pedestres, ciclistas e animais de grande porte. Com essa tecnologia, o carro consegue frear ou, caso seja necessário, ele esterça o volante para evitar ou minimizar a colisão. O controle de velocidade adaptativo (ACC) funciona muito bem. Com sensores e câmeras o carro monitora as faixas de trânsito e o tráfego para fazer acelerações e frenagens durante o deslocamento do veículo. 

Além desses itens, ainda há alerta de mudança de faixa, assistente de partida em rampa, controle de tração e estabilidade, tração integral, aleta de ponto cego, indicador de fadiga, faróis com regulagem de altura, entre vários outros recursos de segurança. A lista é extensa. 

Infotenimento
Na tela multimídia de 9”, posicionada na vertical, é possível fazer diversas configurações. Modos de condução, sistema de som, conexão com outro dispositivo, recursos de segurança é tudo controlado na tela. Por falar em som, o sistema é impecável. Com assinatura de áudio da Harman Kardon, o SUV conta com 13 alto-falantes com subwoofer: são 660 watts de potência em um som com excelente qualidade sonora. 

Central de 9Central multimídia de 9" do Volvo XC40 Recharge | Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco 


Por meio de tela, também é possível selecionar a função ‘One Pedal’, que permite ao motorista dirigir com um único pedal. Ao retirar o pé do pedal do acelerador, o carro faz a frenagem. Quanto mais tirar o pé, maior a frenagem. Ou seja, conforme for necessário, você vai aprendendo a calibrar a pressão do acelerador para fazer a frenagem. No começo, foi um pouco difícil acertar, mas, ao longo do tempo com o carro, a funcionalidade se tornou prática. Além disso, a função ajuda a preservar os freios do carro e também contribui para o aumento da autonomia, por conta da frenagem regenerativa. 

Além disso, é possível controlar a intensidade da iluminação dentro da cabine. Portas, acima dos pedais e console central são alguns dos locais que contam com essa iluminação. Os controles do ar-condicionado também são feitos por meio da tela multimídia. Por lá, é possível alterar a velocidade, temperatura e outras funções. A climatização é duas zonas. Na traseira, também há saídas de ar para os ocupantes da segunda fileira. 

Banco traseiro do Volvo XC40 Segunda fileira de bancos conta com saídas de ar-condicionado | Foto: Alexandre Aroeira 


Além da tela multimídia, o painel de instrumentos de 12,3" exibe informações como o mapa, velocidade, nível da bateria, seletor do câmbio e temperatura externa. 

Conforto 
Dirigir o Volvo XC40 Recharge é prazeroso. O carro tem um pedal de acelerador com uma calibragem ideal. A suspensão do Volvo tem um bom acerto. É um pouco rígida sim, mas não é dura ao ponto de ser desconfortável. Pelo contrário. Ela consegue filtrar bem as irregularidades do solo, mesmo em vias com trechos esburacados. Na estrada, o desempenho impressiona. Mesmo entrando mais forte nas curvas, o carro permanece colado no asfalto.

Na frente, as rodas são 235/45 R20 e 255/40 R20 na traseira. Os pneus mais largos na traseira contribuem com o melhor desempenho na estabilidade. O isolamento da cabine também é um ponto positivo. Com os vidros e teto solar fechados, o silêncio toma conta da cabine. Como não há motor, o único som que se escuta é o som do rolar dos pneus no asfalto. 

Espaço 
O espaço do primeiro carro 100% elétrico da Volvo é excelente - são 2,70 m de entre-eixos. Mesmo com o carro cheio, com os 5 ocupantes, todos conseguem viajar com conforto. O porta-malas tem 414 litros. É uma boa capacidade para o porte do veículo. Por falar em porta-malas, a abertura é elétrica e pode ser feita pela chave, em um botão dentro do veículo ou passando o pé em um sensor localizado abaixo do para-choque traseiro. A função é chamada de hands-free e ajuda naquelas horas quando as mãos estão ocupadas.  

Ficha Técnica: 

MOTOR
Potência: 413 cv  
Torque: 67,3 kgfm

TRANSMISSÃO
Câmbio: Automático de 1 marcha 
Tração: Integral 

SUSPENSÃO
Dianteira: Independente, McPherson
Traseira: Independente, multibraço

FREIOS
Dianteiros: Disco ventilado 
Traseiros: Disco sólido

PNEUS 
Dianteiros: 235/45 R20
Traseiros: 255/40 R20

DIMENSÕES
Comprimento: 4425 mm
Largura: 1863 mm
Altura: 1647 mm
Entre-eixos: 2702 mm
Porta-malas: 414 litros
Tanque de combustível: -
Peso: 2.184 kg

DESEMPENHO
Velocidade máxima: 180 km/h
0-100 km/h: 4,9 s

CONSUMO  
Autonomia: 400 km
Consumo elétrico: 25kWh/100 km

Veja também

Cuba segue combatendo um gigantesco incêndio
Cuba

Cuba segue combatendo um gigantesco incêndio

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada
Náutico

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada