A-A+

Venda de importados da Abeifa crescem em 6,3% em julho

Volvo Xc40 - Divulgação/Volvo
Possuindo treze marcas filiadas, a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (ABEIFA), divulgou uma alta de 6,3% em suas vendas de julho. Com licenciamento de 7.398 unidades, sendo 2.555 importadas e 4.843 veículos de produção nacional. Caso seja comparado ao mesmo mês do ano anterior, o percentual sobre para 33,2%. 
 
No quesito de importação, as 2.555 unidades vendidas significaram redução de 3,7% em relação as 2.653 unidades de junho de 2021 e de 9,8%% ante julho de 2020; enquanto na produção nacional a alta das vendas foi de 12,4% sobre o mês anterior e de 77,8%% em relação a julho de 2020.

Unindo as unidades importadas e nacionais, é totalizado 41.887 veículos nos primeiros sete meses do ano. Esse número corresponde a um saldo positivo de 45,2%. Em 2020, a efeito de comparação, o total de licenciamentos foi de 28.851 unidades. 

“As empresas filiadas, também fabricantes locais, obtiveram resultados muito expressivos em julho. Para as importadoras, porém, as vendas foram inibidas por falta de vários modelos. O desabastecimento instável de peças e de componentes ainda tem impactado a produção de nossas matrizes. Mas entendemos que o setor consegue se recuperar nos próximos meses porque há uma demanda reprimida”, esclarece João Henrique Oliveira, presidente da Abeifa.

Veja também

Acompanhe agora o lance a lance de Náutico x CRB; jogo marca a volta parcial da torcida
Brasileiro Série B

Acompanhe agora o lance a lance de Náutico x CRB; jogo marca a volta parcial da torcida

PEC da reforma eleitoral é promulgada no Congresso
Congresso

PEC da reforma eleitoral é promulgada no Congresso