Volkswagen paralisa fábricas de SP e Paraná por falta de chips

A montadora Volskwagen - Divulgação/Volkswagen

A montadora Volskwagen anunciou nesta sexta-feira (11) que irá suspender em 21 de junho as operações de três de suas quatro fábricas no Brasil.

As operações das fábricas de São Bernardo do Campo e São Carlos (SP) e de São José dos Pinhais (PR) serão interrompidas por dez dias.
Esta é a segunda paralisação realizada pela empresa neste ano. No fim de maio, a multinacional havia divulgado a suspensão, também por dez dias, da produção nas fábricas de São José dos Pinhais (PR) e Taubaté (SP).

O motivo, segundo a companhia, ainda é o mesmo: escassez de semicondutores.

"Novas paralisações não estão descartadas futuramente caso o cenário global de fornecimento de semicondutores permaneça crítico, impactando diretamente as atividades de produção da empresa no Brasil", disse em comunicado.

A pandemia agravou a crise de falta de insumos, que tem gerado gargalos em diferentes etapas de produção industrial, com impacto severo na indústria automotiva.

De acordo com a empresa, a falta de semicondutores tem provocado adaptações em toda a indústria automobilística e afetado as marcas do Grupo Volkswagen.

"O cenário atual não demostra o encaminhamento para uma solução definitiva visando a normalização do fornecimento de chips", disse em nota.

Veja também

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'
Política

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'

Com gol aos 55, Brasil bate Colômbia e dá a Tite maior sequência de vitórias
Copa América

Com gol aos 55, Seleção Brasileira bate Colômbia