Folha Finanças esclarece sobre como investir seu dinheiro

Folha Finanças - Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o Economista, Professor e Consultor de finanças filiado à Unibra, Bruno Moura Tôp. Mande sua pergunta também também para o e-mail [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141.

Qual o melhor investimento em renda fixa para quem tem perfil conservador? - André Carlos

O melhor investimento para quem tem perfil conservador são as Letras do Tesouro Nacional (LTN), conhecidas como Tesouro Prefixado. É uma modalidade de investimento considerada segura e rentável, que tem crescido muito nos últimos anos em popularidade. Com as sucessivas quedas na taxa de juros e desejo do governo de manter tais políticas, pode não ser fácil encontrar LTN que tenham rendimentos chamativos no curto prazo, mas a partir de 60 meses, os rendimentos tendem a ser significativamente maior que a poupança.

Quais os melhores investimentos para quem quer garantir uma boa rentabilidade, mas com taxa de administração baixa? - Marina Cardoso

Isso varia com a liquidez que você deseja e a rentabilidade esperada. Esse tipo de investimento, com taxa de administração baixa, notadamente, apresenta duas possibilidades. Com alta ou baixa liquidez, ou seja, você pode retirar o dinheiro quando quiser; e com alto e baixo risco. Investimentos de alta liquidez e baixo risco, tendem a ter projeções de rendimento menor. Por outro lado, investimentos de alto risco e com liquidez alta, tendem a ter uma taxa de administração baixa. A sua escolha deve ser entre o risco e quanto deseja lucrar, lembrando que quanto maior o risco, maior o lucro.

Com a taxa de juros em baixa, o Tesouro Direto deixa de ser uma opção atrativa? - Juliana Martins

Depende do seu perfil, se é arrojada ou conservadora. Se for conservadora, o tesouro direto nacional continua a ser mais rentável que a poupança a partir de 12 meses de investimento, por causa da taxa de compra e venda. Já se for arrojada, melhor optar por operações na Bolsa de Valores. Conversar com gerente do seu banco ou entrar em contato com uma corretora de investimento pode esclarecer qual seu perfil.