Saiba equilibrar o lazer e as finanças

Retomada das atividades econômicas e de setores ligados ao lazer exige planejamento financeiro

Matheus Maranhão recomenda criar uma reserva de emergência - Divulgação

Com a retomada das atividades econômicas e, principalmente, de lazer, que antes estavam proibidas por conta das restrições contra a Covid-19, a organização financeira das famílias deve passar por readequações. Especialistas apontam que planejamento financeiro e dos gastos são fundamentais para que as contas não saiam do controle e a volta das atividades de lazer, por exemplo, não vire uma dor de cabeça.

De acordo com o planejador financeiro da Múltiplos Investimentos, Matheus Maranhão, é importante que as pessoas aproveitem, antes de tudo, o momento para voltar a planejar o orçamento. “Com o retorno da atividade econômica e até mesmo a vida financeira melhorando de certa forma, o momento permite que as pessoas possam se organizar.  Isso começa com você entendendo o quanto ganha, identificando os gastos fixos e o que consegue controlar”, contou.

Maranhão recomenda que os gastos com lazer devem ser definidos já no começo do mês, na definição do planejamento. “O que vai ser gasto com lazer e estilo de vida tem que ser definido depois de estabelecer r o que se consegue poupar. Separando isso no começo do mês, a situação já pode ficar mais confortável”, explicou.


Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Aplicativos e planilhas
Como forma de pôr em prática uma boa organização financeira é recomendável que as pessoas utilizem aplicativos e façam planilhas para definir o planejamento das finanças e assim ter uma reserva destinada para a volta do lazer.

“Pode usar o próprio Excel, aplicativos financeiros, onde por meio do celular pode ter o controle e sincronizar com o aplicativo do banco e entender a composição do quanto se recebe”, orienta Maranhão. 

“O primeiro passo, é definir quanto vai poupar, separando uma reserva de emergência, que possa lhe manter por seis meses. Para conseguir isso, pode-se investir a longo prazo, pensando no futuro. O segundo passo é destinar quanto vai deixar para lazer. Isso tem que ser encaixado no seu padrão. Não tem uma regra certa do quanto se deve poupar ou destinar para lazer”, recomendou.

Dinheiro para o futuro
Uma das formas de economizar é considerar que o que vai ser destinado para emergência deve ser visto como uma prioridade, mas sem abdicar das despesas destinadas para a diversão e atividades antes proibidas. “Ter essa definição vai ajudar na hora de seguir a estratégia para o mês, se vai preferir a diversão ou se vai economizar mais. A parte que vai ser destinada para a poupança é um auto pagamento, é um dinheiro para o futuro e depois pode lidar com os gastos do momento”, finaliza Matheus Maranhão.
 

Como organizar o lazer e as finançasComo organizar o lazer e as finanças 

Veja também

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021Revista Digital FMOTORS

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o FlamengoSport

Florentín destaca entrega do time e agradece apoio da torcida contra o Flamengo