Rezar as nossas férias

Férias - Arte: Hugo Carvalho/Folha de Pernambuco

Janeiro é mês de férias. Tempo de ter a familia reunida, receber amigos, celebrar a vida. É também tempo de ter tempo. De ler. De ouvir música. De jogar conversa fora. E sobretudo de cozinhar. Vai ser bom. Para mim e para o leitor. Começo, então, essas férias com esse belo poema do poeta, ensaista e grande orador portugues Dom Tolentino Mendonça:
 
 
“Dá-nos, Senhor, depois de todas as fadigas, 
um tempo verdadeiro de paz.
 
Dá-nos, depois de tantas palavras,
o dom do silêncio que purifica e recria.
 
Dá-nos, depois das insatisfações que travam,
a alegria como um barco nítido.
 
Dá-nos a possibilidade de viver sem pressa
deslumbrados com a surpresa 
que os dias trazem pela mão.
 
Dá-nos a capacidade de viver de olhos abertos,
de viver intensamente.
 
Dá-nos de novo a graça do canto
do assobio que imita a felicidade aérea dos pássaros,
das imagens reencontradas,
do riso partilhado.
 
Dá-nos a força de impedir que a dura necessidade
esmague em nós o desejo
e a espuma branca dos sonhos se dissipe.
 
Faz-nos peregrinos
que no visível escutam
a secreta melodia do invisível”.
 
 
Por tudo então, boas férias para todos. E até depois do Carnaval. Se Deus permitir. 

Veja também

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA
Mundo

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA

Resgatados 11 mineiros soterrados há duas semanas em mina de ouro na China
Resgate

Resgatados 11 mineiros soterrados há duas semanas em mina de ouro na China